Terça-feira, 21 de Maio de 2019
EM DIA COM A JUSTIÇA
Último dia para regularização eleitoral tem movimentação intensa no Cartório de Itabira

Servidores precisam distribuir senhas para conseguir atender a alta demanda neste fim de prazo

Tatiana Santos Publicado em 09/05/2018 - 15h03
Muita gente deixou a regularização eleitoral para a última hora - Foto: Tatiana Santos/DeFato

Aproximadamente 500 pessoas devem ser atendidas no Cartório Eleitoral de Itabira neste último dia de regularização de títulos eleitorais. A informação é do chefe do cartório na cidade, Filipe Calijorne Diniz. Ele frisa que, para quem vai votar nas eleições deste ano de 2018, é a última oportunidade para tirar o primeiro título eleitoral, transferir, atualizar dados e solicitar mudança de local de votação.

O movimento é intenso no Cartório de Itabira nesta quarta-feira, 9 de maio. Estão sendo distribuídas senhas normais e prioritárias, até as 16 horas, mas pode haver alterações dependendo da movimentação. A chamada é feita por ordem de chegada.

Nesta data, com o fim do prazo para regularização, será feito o fechamento do cadastro eleitoral com a lista de eleitores do município. Esse registro é fundamental para preparação das urnas eletrônicas para a votação de outubro. Somente nesta quarta-feira, até por volta do meio dia, segundo a chefia do cartório, já foram realizados cerca de 100 atendimentos. Ontem, foram 220, e, na segunda-feira, cerca de 160 eleitores tiveram a situação regularizada.

De acordo com Filipe, quem não regularizar o título dentro do prazo ficará sem votar em outubro deste ano. Outra implicação é que, por exemplo, quem precisa transferir e não fizer a mudança, terá que votar no mesmo local onde votou anteriormente. “A gente não consegue alterar nenhum dado depois do dia de hoje. A gente consegue emitir a segunda via do documento, mas ela sai da mesma forma que já está cadastrada”, alertou. Qualquer alteração após o último dia, valerá apenas para as eleições de 2020.

Chefe do cartório na cidade, Filipe Calijorne Diniz- Foto: Tatiana Santos/DeFato

Concursos públicos

Mas estar em dia com a Justiça Eleitoral não é importante apenas para ir às urnas. No caso de participação em concurso público, por exemplo, a pessoa que estiver sem a quitação eleitoral, caso seja obrigatório para o processo seletivo, tem de regularizar os dados ou fazer a quitação.

Cadastramento biométrico

Filipe explicou que muitas pessoas têm procurado o cartório aflitas imaginando ser hoje a última data para o cadastramento biométrico. No entanto, para os eleitores de Itabira, Itambé e Santa Maria de Itabira, que integram a mesma zona eleitoral, o cadastramento ainda não é obrigatório. “Se a pessoa não fez, mas vem votando normalmente nas últimas eleições, não precisa se preocupar em fazer até hoje, não. Ela pode fazer depois da eleição, a partir de novembro, quando será retomado o cadastramento biométrico”, declarou.

O futuro do país

O voto só se torna obrigatório aos 18 anos no Brasil. A partir dos 16, é opcional. Mesmo assim, a adolescente Patrícia Silva, de 16 anos, faz questão de exercer a cidadania. Ela esteve no cartório de Itabira para confeccionar seu primeiro título de eleitor nessa terça-feira, mas, como havia muito movimento, foi embora. Hoje, lá estava ela novamente. Patrícia acredita que sua participação é importante nas eleições para tentar mudar o cenário político atual. “Votar é importante para a gente escolher um bom prefeito, um bom vereador, bons políticos. O meu voto e de todos fazem a diferença para mudar”, defende.

Adolescente Patrícia Silva, de 16 anos – Foto: Tatiana Santos/DeFato

O estudante Leonardo Henrique, 18 anos, compareceu ao cartório para fazer o título eleitoral em companhia do pai, Marco Antônio Reis. “O jovem é importante para decidir o futuro de uma nação, porque o jovem tem muita sabedoria, está muito ligado nas coisas”, diz o tímido rapaz. Marco Antônio avaliza o filho, dizendo que a política “está nas mãos dos jovens, que estão adquirindo mais consciência ao longo do tempo”.

Ele acredita que os próprios governantes sabem que a juventude tem esse poder de transformar a sociedade. “Como pai, eu faço questão que seja mais um voto de mudança. Faço questão que ele vote, sim. Vai ser por conta dele. Faço questão de abrir a mente dele”, encerra.

Estudante Leonardo Henrique e o pai, Marco Antônio- Foto: Tatiana Santos/DeFato

Confira os endereços da Justiça Eleitoral na região:

Itabira – Zona 132
Rua Padre Ângelo, 38, Pará, Itabira
Telefone: (31) 3831-5065

Santa Maria de Itabira e Ferros – Zona 113
Rua Arthur Couto, 158, Padre Alberto, Ferros
Telefone: (31) 3863-1514

Santa Bárbara e Catas Altas – Zona 245
Rua Francisco Arcanjo de Souza Melo, s/n, Centro, Santa Bárbara
Telefone: (31) 3832-1846

Barão de Cocais, Bom Jesus do Amparo e São Gonçalo do Rio Abaixo – Zona 22
Rua Padre Cruz, esquina com rua Waldir Soeiro Henrich, 169, Viúva, Barão de Cocais
Telefone: (31) 3837-2321

João Monlevade – Zona 150
Rua Florianópolis, 181, Carneirinhos, João Monlevade
Telefone: (31) 3852-5799

Conceição do Mato Dentro – Zona 83
Rua Daniel de Carvalho, 189, Centro, Conceição do Mato Dentro
(31) 3868-1833

Veja outros endereços clicando aqui.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.