Domingo, 26 de Maio de 2019
ASSEMBLEIA
Trabalhadores da Anglo American aceitam proposta de suspensão dos contratos

Medida vale por cinco meses, período em que a empresa estará com a produção do sistema Minas-Rio paralisada em função dos rompimentos no mineroduto

Publicado em 04/05/2018 - 12h53
Centenas de trabalhadores da Anglo American votaram em assembleia - Foto: Acom Metabase

Em assembleia realizada em Conceição do Mato Dentro nessa quarta-feira, 3 de maio, trabalhadores da Anglo American aceitaram a proposta da empresa de suspender contratos de trabalho por até cinco meses. A aprovação aconteceu por larga maioria: 573 dos 619 participantes disseram sim. Outros 17 funcionários foram contrários, 24 se abstiveram e cinco votaram em branco.

Chamada pelo termo técnico de layoff, a suspensão de contratos foi a medida encontrada pela empresa para não ter que demitir funcionários durante a paralisação da produção do Sistema Minas-Rio. A extração de minério em Conceição do Mato Dentro está suspensa desde o fim de março, quando houve um segundo vazamento no mineroduto no município de Santo Antônio do Grama, na Zona da Mata de Minas Gerais.

A suspensão deve atingir até funcionários, segundo o Sindicato Metabase. Durante o layoff, os colaboradores englobados passarão por cursos de qualificação e receberão uma bolsa mensal custeada pelo governo federal, por meio do Fundo de Amparo ao Trabalhador, cujo teto é de R$ 1.677,74. A empresa irá complementar a diferença entre o FAT e o salário líquido de cada empregado, por meio de uma ajuda compensatória mensal, sem natureza salarial. Benefícios previstos em Acordo Coletivo serão mantidos, mas os trabalhadores não terão direito ao que é imposto pela CLT, como 13º e férias proporcionais, FGTS e outros.

De acordo com o Metabase, a assembleia aconteceu após três rodadas de negociações com a Anglo American. Na primeira, a empresa ofereceu ajuda compensatória no valor de 85% do salário nominal, além da bolsa de qualificação, o que foi rejeitado. Na segunda, o valor apresentado foi elevado para 90% e novamente rejeitado. Na terceira e última rodada de negociações, que durou o dia inteiro, a empresa apresentou a proposta de fixar em 100% do salário nominal, mantendo todos os benefícios do acordo coletivo (cartão alimentação, etc.).

A Anglo American ainda terá que apresentar ao sindicato dos trabalhadores uma grade de treinamentos para qualificação, com garantia de alimentação e transporte dos funcionários para os locais dos treinamentos. O cronograma das obras do Step3 também será mantido. Por fim, a mineradora estuda também aplicação de atividades extras para ocupar as horas ociosas.

Ainda segundo divulgado pelo Metabase, a paralisação das atividades da Anglo American deverá durar até o último trimestre deste ano, o que também já havia sido informado pela empresa aos funcionários. O presidente do sindicato, Paulo Soares, disse acreditar que dificilmente as operações retornem em 2018.  “A principal bandeira do Sindicato sempre foi e será a defesa dos postos de trabalho e a geração de emprego e renda. Por isso, o Metabase manteve em todas as reuniões o foco nas principais preocupações: a remuneração dos trabalhadores no período de layoff, a manutenção dos postos de trabalho e a empregabilidade”, disse Paulo.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.