Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Mineração
Parte do Talude se desprende em mina da Vale em Barão de Cocais

Mineradora emitiu nota oficial sobre o ocorrido

Publicado em 31/05/2019 - 11h40

A Vale acaba de divulgar nota informando que parte do talude norte da cava da mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), se desprendeu nesta sexta-feira (31) de maio. A preocupação agora se volta para as condições de estabilidade da barragem Sul Superior. A estrutura é monitorada para saber se o impacto gerado na mina pode levar a estrutura de contenção de rejeitos à ruptura.

O fragmento do talude caiu dentro da própria cava. A Vale já havia informado que a área abriga 5 milhões de metros cúbicos de água e possui área duas vezes e meia maior que o volume total do talude, que tem 10 milhões metros cúbicos ou 20 milhões de toneladas. A mineradora não detalha o tamanho da parte que se desprendeu, mas disse que a estrutura está deslizando de forma gradual. A mina está desativada desde 2016.

A barragem Sul Superior está distante cerca de 1,5 quilômetros da cava de Gongo Soco. A preocupação é se a queda do talude vai interferir de alguma maneira na estabilidade da estrutura de contenção, já em nível máximo de risco de rompimento segundo a escala da Agência Nacional de Mineração (ANM).

 

Mapa mostra a distância entre mina de Gongo Soco e barragem – Foto: Vale

Leia a nota da Vale na íntegra:

A Vale informa que identificou ao longo da madrugada desta sexta-feira, 31/5, o desprendimento de fragmentos do talude norte da cava da Mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG). Esses blocos se acomodaram no fundo da cava. As primeiras avaliações indicam que o material está deslizando de forma gradual, o que até o momento corrobora as estimativas de que o desprendimento do talude deverá ocorrer sem maiores consequências.

A cava e a barragem Sul Superior, que fica a 1,5 km da mina, seguem com monitoramento 24 horas por dia de forma remota, com o uso de radar e estação robótica capazes de detectar movimentações milimétricas, além de sobrevoos com drone. A barragem está em nível 3 desde 22 de março e a Zona de Autossalvamento (ZAS) já havia sido evacuada preventivamente em 8 de fevereiro.

A Vale reitera que manterá a comunidade de Barão de Cocais informada da situação.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.