Sábado, 20 de Julho de 2019
Alerta máximo
Simulado de rompimento vai parar Barão de Cocais amanhã; lama atingiria também Santa Bárbara e São Gonçalo

Durante o simulado, os acessos a Barão de Cocais estarão bloqueados pela Polícia Rodoviária; foi decretado feriado na cidade

Publicado em 24/03/2019 - 14h26
Tenente-coronel Godinho, da Defesa Civil, apresenta plano da simulação em Barão de Cocais

A força-tarefa reunida nesta manhã de domingo, dia 24, na sede da UAB (Universidade Aberta do Brasil), em Barão de Cocais, decidiu que fará nesta segunda-feira, dia 25, um simulado de rompimento da Barragem Sul Superior, que atende à Mina do Gongo Soco, da empresa Vale. Será feriado na cidade, com determinação que nada funcione para que todos os cerca de 9.000 moradores da chamada “zona secundária” participem do treinamento.

O simulado está marcado para as 16h. Antes, serão realizadas três encontros com a população para esclarecimentos e orientações: às 9h, 11h e 13h. Equipes com médicos e enfermeiros estarão disponíveis para atendimento caso alguém passe mal.

A lama tem potencial para atingir a comunidade do Socorro e as cidades de Barão de Cocais, Barra Feliz, Santa Bárbara e São Gonçalo. Cerca de 600 pessoas estão trabalhando nas atividades caso ocorra o rompimento, dentre voluntários e funcionários da Vale.

O cálculo preliminar é que a lama, em caso de rompimento da estrutura Sul Superior, demore três horas para chegar em Santa Bárbara e seis horas para atingir São Gonçalo do Rio Abaixo. 

A decisão foi tomada em reunião da força-tarefa nesta manhã, em uma reunião a portas fechadas da qual participaram a Defesa Civil de Minas Gerais, promotores de Justiça, representantes da Vale, Polícia Militar, bombeiros militares, prefeitura municipal e representantes das comunidades situadas na chamada “zona secundária”. Por determinação da Vale, a imprensa não pôde acompanhar a reunião.

A apresentação do plano ocorreu às 14h de hoje em entrevista à imprensa da qual participaram representantes dos Bombeiros, Polícia Militar e Defesa Civil. “Aeronaves e viaturas farão a ronda para que não seja facilitada ações criminosas como furtos e saques”, disse o tenente-coronel Godinho, da Defesa Civil. Durante o simulado, os acessos a Barão de Cocais estarão bloqueados pela Polícia Rodoviária. 

 


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.