Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019
Minas Gerais
Romeu Zema propõe união das forças políticas por Minas

Novo governador foi empossado no Plenário da ALMG, em cerimônia conduzida pelo presidente Adalclever Lopes.

Publicado em 09/01/2019 - 17h50
Romeu Zema na posse do Estado

O novo governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), tomou posse nesta terça-feira (1º/1/19), no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), com a promessa de austeridade e espírito público. Ele propôs um pacto de todas as forças políticas do Estado para recuperar a economia e resgatar a confiança e o orgulho dos mineiros.

A Reunião Solene de Plenário foi conduzida pelo presidente da ALMG, deputado Adalclever Lopes (MDB), e destinou-se também à posse do vice-governador, Paulo Brant (Novo).

Romeu Zema salientou que a escolha do eleitor foi por um novo modelo de exercício da política, expresso na defesa de interesses coletivos e difusos. “Essa é a política do bem. A política que deve ser exaltada e levada adiante para enfrentarmos as dificuldades que a atual conjuntura apresenta”, afirmou.

De acordo com Zema, a previsão de deficit nas contas públicas ultrapassa R$ 30 bilhões em 2019 e, se nada for feito, passará de R$ 100 bilhões nos próximos anos. Por isso, segundo ele, será preciso dialogar com transparência a fim de distinguir o importante do fundamental. “O único caminho que nos resta é o da ação”, sintetizou.

Reformas – O novo governador deixou claro que reformas administrativas e fiscais serão levadas adiante para garantir, por exemplo, o pagamento dos servidores até o quinto dia útil e a volta dos repasses de verbas às prefeituras, além dos investimentos. “E a primeira e mais fundamental atitude a ser tomada é a de reduzir despesas, cortando na carne”, anunciou.

Legislativo será parceiro, aponta presidente

Adalclever Lopes afirmou que a posse do novo Executivo mineiro “prenuncia um momento de intensa renovação, expresso pela vontade dos eleitores, no esforço para superar uma grave crise”. Ele também destacou o papel do Legislativo como um parceiro importante do novo governador.

“Este parlamento, também em parte renovado, está pronto para continuar exercendo suas responsabilidades, atuando como interlocutor permanente da sociedade”, enfatizou. O presidente lembrou ainda a convivência democrática das variadas posições ideológicas no Legislativo e clamou pela solidariedade, entendimento e compromisso de todos.

Prefeitos recepcionam governador eleito

Romeu Zema e Paulo Brant chegaram à Assembleia pela Praça Carlos Chagas, onde o governador eleito fez um pronunciamento à imprensa. Em seguida, eles passaram pelos Dragões da Inconfidência, perfilados no Espaço Democrático José Aparecido de Oliveira.

A Guarda de Honra dos Dragões da Inconfidência está na origem da Polícia Militar de Minas e simboliza os ideais libertários dos inconfidentes. Dobrados e outras músicas mineiras foram executadas, também nesse momento, pela Banda de Música do Corpo de Bombeiros.

Uma comissão de parlamentares foi designada para recepcionar o governador e o vice e conduzi-los até o Plenário. No caminho, foram saudados por prefeitos, vice-prefeitos, presidentes de câmaras e vereadores.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.