Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
Mineração
Risco na mina de Barão de Cocais provoca paralisação do transporte de carga

Para o trem de passageiros, o procedimento já havia sido alterado na quinta-feira, 16 de maio, também por tempo indeterminado

Publicado em 20/05/2019 - 15h31
Como medida preventiva, a Vale paralisou nesse domingo, 19 de maio, o transporte de carga no ramal de Belo Horizonte, entre Sabará e Barão de Cocais, que é atendido pela Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM). A empresa está avaliando alternativas para minimizar os impactos decorrentes dessa paralisação.
O trem circula nas imediações da cava da mina Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), onde foram identificadas recentemente movimentações no talude Norte da estrutura. A medida segue em alinhamento com a Agência Nacional de Mineração (ANM), busca preservar a  segurança das pessoas e ficará em vigor até que a Vale realize análises de risco mais aprofundadas. A cava e a barragem são monitoradas 24h por dia.
Para o trem de passageiros, o procedimento já havia sido alterado na quinta-feira, 16 de maio, também por tempo indeterminado. Os passageiros que embarcam na estação Belo Horizonte já estão sendo conduzidos até a Estação Dois Irmãos, em Barão de Cocais, por meio de ônibus locados pela empresa. Da Estação de Dois Irmãos, os passageiros seguem viagem por trem. No sentido contrário (Vitória- Belo Horizonte) os passageiros estão desembarcando do trem na Estação Dois Irmãos e seguindo por meio rodoviário até o destino final.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.