Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2019
interrupção de atendimento
Representantes do Gave se reúnem com vereadores de Nova Era para pedir apoio

A lei dá exclusividade dos serviços de atendimentos emergenciais ao Corpo de Bombeiros Militar

Publicado em 03/01/2019 - 16h47
Foto: Acom/CMNE

Representantes do Grupo de Apoio Voluntário de Resgate (Gave) estiveram nessa quarta-feira, 2 de janeiro, na sede da Câmara Municipal de Nova Era, em reunião com vereadores, para pedir apoio quanto à portaria 33. Publicada em julho do ano passado pelo Corpo de Bombeiros Militar, a norma impõe uma série de exigências às instituições que prestam serviços voluntários de resgate e obriga o credenciamento das Associações dos Bombeiros Voluntários e Equipes de Resgate Voluntárias (Volunterminas) junto à corporação militar.

A lei também dá exclusividade dos serviços de atendimentos emergenciais ao Corpo de Bombeiros Militar. Estiveram presentes o presidente do legislativo, Sebastião Venceslau, os vereadores Ronaldo Dias, Valmir Baiano, José Fernandes e Cristian do Congado.

Apoio 

Preocupados com a falta do atendimento no município e rodovias que margeiam Nova Era e região, os vereadores se colocaram à disposição do grupo de resgate no que fosse necessário e informaram que enviariam ofício de repúdio assinado por todos os vereadores à autoridades representativas.

Em outubro, representante das Volunterminas solicitaram formalmente ao Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais pequenas alterações na Portaria 33 e maior prazo para adequação, porém não houve retorno até o presente momento.

O Gave, por temer notificações, multas e até interdição que possam vir a prejudicar os trabalhos da instituição e dos voluntários, optaram pela suspensão temporária das atividades, por tempo indefinido.

LEIA TAMBÉM


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.