Quarta-feira, 20 de Março de 2019
lei estadual
Resgates voluntários fazem manifestação e presidente se reúne com comando dos Bombeiros na capital

Na manhã desta sexta-feira, 4, o presidente do Sevor, Renato Luiz Carvalho, se encontra com o comando geral do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMM)

Publicado em 04/01/2019 - 12h26
Fotos: Sevor

O Serviço Resgate Voluntário de João Monlevade (Sevor) realizou uma manifestação pacífica em prol da manutenção do funcionamento do serviço dos grupos voluntários de resgate em Minas Gerais. O encontro ocorreu no final da tarde dessa quinta-feira, 3 de janeiro, em frente a Câmara de João Monlevade, de onde os manifestantes saíram.

De acordo com o diretor administrativo do Sevor, Saulo Amaral, participaram da mobilização representantes de diversos grupos de resgate, de Barão de Cocais, Nova Era, Santa Bárbara, São Domingos do Prata, além da comunidade, vereadores locais, motociclistas e ciclistas.

Na manhã desta sexta-feira, 4, o presidente do Sevor, Renato Luiz Carvalho, se encontra com o comando geral do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMM), na Cidade Administrativa. Segundo Saulo Amaral, o deputado Tito Torres e o vereador Guilherme Nasser (ambos PSDB) intermediaram o encontro com o alto comando na capital mineira. Renato Luiz pedirá a revisão da Portaria 33 [Lei Estadual 22.839/2018], que foi sancionada em janeiro do ano passado, dando exclusividade dos serviços de atendimentos emergenciais ao Corpo de Bombeiros Militar.

A norma impõe ainda, uma série de exigências às instituições que prestam serviços voluntários de resgate e obriga o credenciamento das Associações dos Bombeiros Voluntários e Equipes de Resgate Voluntárias (Volunterminas) junto à corporação militar. No estado, mais de 780 cidades não possuem unidades dos bombeiros.

LEIA TAMBÉM


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.