Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
REVIRAVOLTA
Pedro Fortunato assume presidência do Valério e fala em fechar clube por até dois meses

Em ação sigilosa, empresário colocou o nome à disposição e foi aclamado pelo Conselho Deliberativo do Dragão; Edinho Karatê será o vice

Rodrigo Andrade Publicado em 25/06/2019 - 22h33
Pedro Fortunato assume presidência do Valério - Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

O Valério finalmente tem um novo presidente. Em reunião extraordinária na noite desta terça-feira, 25 de junho, o Conselho Deliberativo elegeu, por aclamação, o empresário Pedro Fortunato dos Santos. Ele assume para um mandato que se estende até 2022 e terá como vice o comissário da Infância e da Juventude, Edson Taveira “Karatê”. A gestão, segundo a nova diretoria, será focada em austeridade. A primeira ação, aliás, será fechar o clube para balanço. Literalmente. 

Pedro avisou que vai interromper a prestação de serviços da parte social do Valério inicialmente por 30 dias, podendo prorrogar por mais 30. Nesse período, a nova diretoria quer fazer um pente fino nas contas do clube e “saber onde está pisando”. “Vamos fazer um diagnóstico e depois traçar os objetivos. O que vamos fazer realmente, só depois desse diagnóstico é que eu posso falar”, comentou o novo presidente. 

A chapa entre Pedro e Edinho foi definida de última hora. O candidato pediu sigilo à presidência do Conselho Deliberativo, tanto que, ainda no início desta semana, sócios do clube davam como fracassada mais uma tentativa de eleger o novo presidente. Durante a reunião desta terça, Pedro confidenciou que colocou seu nome à disposição a contragosto da própria família. 

Nova diretoria tem Pedro Fortunato e Edinho Karatê – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

Advogado de formação e empresário de carreira, Pedro Fortunato atua na área alimentícia e também tem negócios no ramo da construção civil. Além de sócio, sempre foi patrocinador do Valério. Seu nome já foi ventilado como possível candidato em anos anteriores, mas o cenário só se concretizou em 2019.

“Eu nunca assumi o clube por falta de condições. Eu tenho meu trabalho em Itabira e outras cidades. Mesmo agora eu serei um presidente limitado por falta de tempo. Hoje eu tomei essa coragem porque chegou o momento de alguém fazer alguma coisa, seria a quarta tentativa sem eleger a nova diretoria”, disse, em entrevista à imprensa após ter sido eleito.

Nova diretoria foi eleita por aclamação – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

Gestão intermediária 

Apesar de ter sido eleito para um mandato até 2022, Pedro Fortunato afirma que não quer ficar os três anos como único presidente do Valério. Segundo comentou, sua proposta é fazer uma gestão intermediária, que leve o clube a ter um Conselho Gestor. Em Minas Gerais, a prática já é adotada pelo América, por exemplo. 

A intenção é que isso seja implantado tão logo a atual direção tenha um diagnóstico completo das contas do VEC e que a situação já esteja mais estabilizada. 

“Eu não quero terminar os três anos à frente do Valério. Uma instituição não pode ser guiada por apenas uma cabeça, e sim por um grupo. Um Conselho Gestor é mais eficaz que um presidente”, analisou. 

A nova diretoria, além de Pedro e Edinho Karatê, já tem definidos os seguintes cargos (outros ainda serão definidos): 

Vice-presidente Administrativo: Sérgio Henrique Gomes
Vice-presidente Financeiro: Antônio Carlos “Piaba”
Auditor: Alcides Escolástico


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.