Segunda-feira, 24 de Junho de 2019
Economia
Novas empresas vão gerar mais 200 vagas no distrito industrial de Itabira

Distrito industrial de Itabira tem atualmente 51 empresas que geram em torno de 3.000 postos de trabalho

Publicado em 12/06/2019 - 15h13
Membros do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Itabira, empresários e políticos de Itabira, em encontro no distrito industrial - Foto: DeFato Online

O Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico de Itabira aprovou na manhã desta terça-feira (11) a concessão de área para instalação ou ampliação de novas empresas no distrito industrial. Ao final do processo, cerca de 200 vagas de emprego serão geradas.

A aprovação pelo Conselho é uma das etapas finais para a implantação das novas unidades no local. Duas empresas –  Mafra Serviços e Construtora Vale Verde – são novas no local. Outras duas – Mundo do Ferro Velho e Usina Siderúrgica Atlas – são processos de expansão de unidades já em operação no distrito.

Todas elas participaram do edital 02/2019, publicado em 26 de abril, e já passaram pelas etapas de habilitação e avaliação técnica do plano de negócios.

As etapas ainda restantes são a juntada do parecer da Auditoria e Controladoria Interna e da Procuradoria Jurídica Municipal. Feito isso, e com a assinatura final do prefeito Ronaldo Magalhães, o contrato de concessão é formalizado e então as empresas poderão iniciar a fase de implantação, operação ou expansão, conforme cada caso.

Consolidação

O processo é coordenado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo de Itabira. Na avaliação do titular da Pasta, José Don Carlos Alves Santos, a consolidação do distrito industrial de Itabira é um importante passo para a diversificação econômica, a geração de emprego e renda e, ainda, o crescimento da arrecadação municipal.

O distrito industrial de Itabira tem atualmente 51 empresas, responsáveis pela geração de aproximadamente 3.000 postos de trabalho. “Nove destas empresas foram atraídas com o plano de revitalização implantado no início do ano passado, sendo uma destas em caráter de expansão” informou o secretário.

Don Carlos explica que, como há mais empresas interessadas em se instalar em Itabira, uma nova área já está sendo preparada para abrigar o segundo distrito industrial. “Primeiro nós precisamos consolidar esse nosso distrito para abrir as ofertas na nova área. A intenção do município é atrair empresas não apenas de outras partes de Minas, mas também de outros estados”, diz Don Carlos.

Visitas

Os conselheiros se reuniram na sede do grupo Nitronel/Petromul Indústria e Comércio, voltado para a fabricação de óleos emulsificantes, lubrificantes e explosivos.

De lá, o grupo saiu em comitiva para visitar o centro de distribuição das Lojas Dular, as instalações da Zeffs Criações e Comércio de Roupas e, ainda, a Cauê Comércio, Transportes e Serviços.

Além do secretário Don Carlos, que coordenou os trabalhos, a reunião contou ainda com as presenças dos secretários Fernando Muniz (Auditoria Interna e Controladoria) e Geraldo Rubens (Planejamento), secretário-adjunto Sérgio Amaral, da ouvidora da Câmara, Trícia Martins Negrão Martins da Costa, do empresário Arnaldo Ribeiro (representando a Acita), dos professores Henrique Carvalho (representando a Unifei) e Helvécio Brasil (superintendente da Funcesi), Mozart Alves (representando a Interassociação dos Amigos dos Bairros de Itabira), o assessor Martinho Francisco, o superintendente de Desenvolvimento Industrial, Joran Francisco de Souza, da gerente de serviços Nayara Brito e dos vereadores Rodrigo Diguerê e André Viana, que também são conselheiros.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.