Sábado, 18 de Agosto de 2018
POLÍTICA
Nova discussão sobre feira livre tem momento “pastelão” na Câmara de Itabira

Em certo ponto do bate-boca, vereador Agnaldo Enfermeiro tirou o sapato para mostrar sola desgastada e “provar” que anda pela cidade para conhecer os problemas

Rodrigo Andrade Publicado em 09/08/2018 - 11h48
Agnaldo Enfermeiro mostra o sapato durante reunião - Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

A polêmica em torno da suspensão do consumo de bebidas alcoólicas na feira livre de Itabira rendeu novo capítulo (leia mais aqui, aqui e aqui) na Câmara de Vereadores na última terça-feira, 7 de agosto. Dessa vez com direito a momento “pastelão”. Houve bate-boca entre o líder do governo na Casa, Carlin Filho (Pode) e colegas. Em dado momento, o parlamentar Agnaldo Enfermeiro (PRTB) tirou um dos sapatos e o exibiu na Mesa Diretora para mostrar a sola desgastada e “provar” que anda pela cidade para ver de perto os problemas.

O “clímax” da discussão ocorreu quando vereadores discutiam a possibilidade de convidar o secretário municipal de Agricultura, William Gazire, ou até mesmo o prefeito Ronaldo Magalhães (PTB) para irem à Câmara explicar a proibição das bebidas alcóolicas. O líder Carlin Filho reagiu e disse que todos os vereadores sabiam o endereço da secretaria e que poderiam “sair do ar condicionado” para esclarecer as dúvidas. Agnaldo, então, pediu licença ao presidente Neidson Freitas (PP) para tirar um dos sapatos e mostrar a sola desgastada.

“Venho para as reuniões com o mesmo sapato que ando por Itabira. Não tenho nada de acomodado, não fico em ar condicionado de gabinete”, disse Agnaldo, enquanto segurava o sapato próximo à cabeça, arrancando risadas no plenário.

Outros vereadores também reagiram à fala do líder do governo. Reinaldo Lacerda (PHS), Weverton Vetão (PSB), Reginaldo Santos (PTB) e Jovelindo de Oliveira (PSC) mostraram indignação. Eles citaram os salários pagos a secretários municipais em Itabira e afirmaram que os membros do governo têm, sim, obrigação de irem ao Legislativo prestar esclarecimentos.

Líder do governo na Casa, Carlin Filho (centro), discutiu com colegas – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

Reunião

O presidente da feira livre, Geraldo Magela, e outros representantes da associação participaram da reunião nessa terça-feira e fizeram barulho enquanto o tema era discutido. Eles alegam queda brusca no movimento nos dois últimos fins de semana (com o decreto em vigor) e pedem a volta das bebidas alcoólicas.

Após muito bate-boca, o líder do Governo se comprometeu a intermediar um encontro entre a administração municipal e representantes dos feirantes para debater o impasse.

LEIA TAMBÉM


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.