Sábado, 20 de Outubro de 2018
CULTURA
Música, dança, teatro e intervenção cultural: veja resumo dos primeiros dias do Festival de Inverno de Itabira

Eventos seguem até o próximo domingo, 29 de julho

Publicado em 25/07/2018 - 09h58
Mimulus Cia de Dança apresentou espetáculo “Pretérito Imperfeito” no teatro da FCCDA - Foto: Gustavo Linhares/Divulgação

Com o tema “Movimentos”, o 44º Festival de Inverno de Itabira apresentou atrações diversificadas em seus primeiros dias. Ocupando espaços da cidade, o evento contou com música, dança, teatro, exposição, literatura, workshops e intervenções culturais.

As primeiras atrações aconteceram na sexta-feira, 20 de julho. O Teatro da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) foi palco para o espetáculo “Pretérito Imperfeito”, da Mimulus Cia de Dança. A performance fez uso de iluminação especial para destacar uma coreografia que promove uma reflexão sobre o passado e como ele influencia o presente.

+ Veja aqui mais fotos do Festival de Inverno de Itabira

Já a Galeria da FCCDA recebeu a abertura da exposição “Testemunha da Experiência Humana”. A mostra é uma parceria entre Fundação Banco do Brasil, Associação dos Amigos da Casa Rui Barbosa e Petrobrás – e lança um novo olhar sobre a vida e a obra do poeta e cronista itabirano, Carlos Drummond de Andrade.

Galeria da FCCDA recebeu a abertura da exposição “Testemunha da Experiência Humana” – Foto: Gustavo Linhares

Abertura

O primeiro final de semana do evento começou com mais uma exposição. No sábado, 21, a Fazenda do Pontal recebeu a mostra “Raízes Afro-Mineiras – Tambores no Mundo e o Congado de Itabira”, que conta com curadoria de Mônica Jorge, Stael Azevedo e Simão Kursseldorf e apresenta as manifestações populares de Minas Gerais e da cidade. O trabalho pode ser conferido até o dia 31 de agosto.

Mais tarde teve a abertura oficial do Festival de Inverno de Itabira. A cerimônia, que aconteceu na Concha Acústica, teve início com uma interpretação especial do Hino Nacional, executada pelo músico Saulo e seus convidados – que utilizaram na performance diversos ritmos nacionais.

Em seguida, a Equipe Mineira de Ginástica Rítmica apresentou dois números em que mostrou toda a sua desenvoltura com a dança e no domínio de diversos aparelhos, como bambolês, fitas, malabares, dentre outros equipamentos.

Equipe Mineira de Ginástica Rítmica apresentou dois números e mostrou desenvoltura – Foto: Gustavo Linhares

A programação de abertura seguiu com uma homenagem à música latina. Júlio Ramirez, que foi parceiro do conhecido músico espanhol, Paco de Lucia, junto com os belo-horizontinos do Grupo Latinamérica, apresentou ritmos como flamenco, bolero e salsa. A apresentação contou, ainda, com a participação de bailarinos.

Encerrando o evento, a banda Boca Livre, importante representante da Música Popular Brasileira, subiu ao palco e ajudou o público a espantar o frio. Comemorando 40 anos de carreira, o grupo foi acompanhado por um coro itabirano que entoava os clássicos que marcaram época nas vozes dos músicos cariocas.

Grupo Boca Livre foi atração na abertura do Festival – Foto: Gustavo Linhares

Para toda família

A animação não ficou restrita apenas ao sábado. No domingo, 22, o Memorial Carlos Drummond de Andrade recebeu uma série de atrações pensadas para toda a família. A programação começou cedo, às 9h, com uma intervenção em que a criançada pode se divertir fazendo bolhas de sabão gigante. A atividade foi acompanhada pelos monitores do Programa de Educação Continuada (PET) da Universidade Federal de Itajubá (Unifei) – Campus Itabira.

Logo depois, a trupe Arte Andarilha, formada por Millor e Jú Ladeira, apresentaram a contação de história “Floresta Encantada”. Enquanto isso, duas oficinas aconteciam em outro ambiente do Memorial: “Dança Circular para Crianças”, que sensibilizava os pequenos sobre o significado de dançar em grupo, e “A Voz das Pedras”, atividade inspirada no poema “No Meio do Caminho”, de Carlos Drummond de Andrade, e que conduziu a meninada pelo universo da poesia e das artes.

Ocupação Altamente movimentou Memorial Drummond – Foto: Gustavo Linhares

O Coletivo Altamente também participou dos eventos no Memorial. Com a ocupação “Altamente – Domingo para Pais e Filhos”, o grupo levou ao público performances circenses, jogos de improvisação e percepção. O músico Juninho Ibituruna também ministrou um workshop de percussão.

Para encerrar o domingo, o Teatro da FCCDA recebeu o espetáculo “O Fantástico Circo de Papel”, do grupo Girino. Em duas sessões, a companhia teatral levou diversão para as crianças ao misturar nas apresentações bonecos de papeis e atores.

A Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, a Igrejinha do Rosário, foi cenário para o recital “Stabat Mater”, do compositor italiano Giovanni Batista Pergolesi, que foi interpretado pelo Quarteto Musik, acompanhado pelo cravista Antônio Carlos Magalhães, a soprano Liliane Maciel e a mezzo-soprano Jennifer Imanish.

Quarteto Musik se apresentou na Igrejinha do Rosário – Foto: Gustavo Linhares

Segunda-Feira

Depois de um final de semana agitado, a segunda-feira, 23, foi dedicada à literatura e workshop. Na biblioteca da FCCDA, Lucas Veríssimo, que é o mestre de cerimônia do Festival de Inverno, acompanhado por Arthur Corrêa, deu início ao curso “Felicidade Produtiva”, que aborda a felicidade e a sua relação com o sucesso. Esse workshop acontece até quarta-feira, 25, mas está com as inscrições esgotadas.

No Memorial Carlos Drummond de Andrade, as estudiosas Solange Alvarenga, Neide Barbosa e Jaqueline Veloso bateram um papo sobre o poema “No Meio do Caminho”, que completa 90 anos da sua primeira publicação. O encontro contou com a participação dos Drummonzinhos e dos professores João Fagerlande e Eliza Morenno.

Circulação

Em vários pontos de Itabira, a exposição itinerante “Drummond: Fala, Fala, Fala…” emocionou quem passou pelo Mercado Municipal Caio Martins da Costa, Feira dos Produtores, bairro Caminho Novo, Prefeitura de Itabira e Esplanada da Estação. A mostra conta com telefones antigos que pertenceram ao próprio poeta itabirano. Neles, o público pode escutar poemas e textos recitados por Carlos Drummond de Andrade.

Poemas de Drummond podem ser ouvidos na voz do poeta – Foto: Gustavo Linhares

As ações do 44º Festival de Inverno de Itabira seguem até o dia 29. Clique aqui e confira a programação completa.

Leia também: 44º Festival de Inverno promete agitar a semana em Itabira


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.