Terça-feira, 23 de Abril de 2019
POLÍTICA
Ministro do Turismo é exonerado para tomar posse como deputado

Marcelo Álvaro Antônio foi reeleito por Minas Gerais e é o único dos quatro deputados que assumiram ministérios que ainda não tomou posse na Câmara Federal

Publicado em 06/02/2019 - 09h15
Marcelo Álvaro Antônio foi reeleito deputado federal e assumiu como ministro de Bolsonaro - Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O Diário Oficial da União trouxe nesta quarta-feira, 6 de fevereiro, a exoneração do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Pelas redes sociais, após repercussão da notícia, o político comentou que retorna ao cargo já na quinta-feira (8). O processo é apenas para que ele tome posse como deputado federal pelo PSL de Minas Gerais.

Parlamentar reeleito, Marcelo Álvaro Antônio era o único dos quatro deputados que assumiram ministérios no governo de Jair Bolsonaro (PSL) que ainda não tinha tomado posse na Câmara Federal. Pela lei, o eleito tem até 60 dias para assumir o cargo.

Ao confirmar a informação, a Casa Civil acrescentou que o deputado não tomou posse na última sexta-feira (1º), como os demais parlamentares, por questão de saúde. “Ele [Marcelo Álvaro] se licenciou do cargo de ministro para assumir o cargo de deputado. Não o fez antes porque passou por um procedimento cirúrgico e estava hospitalizado. Até o fim da semana, deve retornar ao cargo de ministro do Turismo.”

Acusações

A exoneração de Marcelo Álvaro chamou atenção porque acontece logo após o jornal Folha de São Paulo apresentar extensa matéria na qual aponta suspeitas de que o ministro, ainda durante a campanha, tenha usado candidaturas de fachada para desviar verbas partidárias.

Segundo o veículo de imprensa, quatro mulheres, que, somadas, alcançaram pouco mais de 2 mil votos para a Câmara Federal, receberam  R$ 279 mil do PSL. Grande parte desse dinheiro, de acordo com o jornal, teria ido para empresas de pessoas ligadas a Marcelo Álvaro.

Presidente do PSL em Minas Gerais, o deputado nomeado ministro por Bolsonaro negou que foram praticadas irregularidades durante as eleições.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.