Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
DESPEDIDA
“Itabira está mais triste”, diz superintendente da FCCDA sobre morte de Myriam Brandão

Professora e ex-superintendente da FCCDA morreu nesta quarta-feira, 13 de março

Publicado em 13/03/2019 - 18h54
Myriam Brandão morreu aos 89 anos - Foto: Divulgação

A atual superintendente da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade, Martha Mousinho, afirmou na tarde desta quarta-feira, 13 de março, que Itabira é uma cidade mais triste desde a confirmação da morte da professora Myriam de Souza Brandão, 89 anos, que durante anos ocupou a função de gestora da Cultura na cidade.

Myriam morreu às 11h desta quarta, no Hospital Nossa Senhora das Dores. Ela estava internada desde a semana passada.

Em nota encaminhada à imprensa, Martha Mousinho destaca a importância de Myriam Brandão para o desenvolvimento cultural de Itabira. Ela foi a primeira superintendente da FCCDA e é responsável também pela criação do Festival de Inverno.

“A nossa cidade se despede de uma pessoa que dedicou a vida em prol da educação e da cultura local – e, por isso, deixa um grande legado para todos os itabiranos”, afirmou Mousinho. “Itabira perde um enorme patrimônio cultural. Em nossas lembranças estarão guardados para sempre todo o carinho, respeito e dedicação com Itabira e o poeta Carlos Drummond de Andrade”, completou.

Myriam Brandão foi professora de língua portuguesa na rede municipal de ensino. Era profunda conhecedora da obra de Drummond, além de exímia pianista.

O velório de Myriam Brandão será nesta quinta-feira, 14 de março, às 8h, na Galeria da FCCDA. O sepultamento está marcado às 15h, no Cemitério do Cruzeiro.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.