Sábado, 20 de Outubro de 2018
SEM NOTÍCIAS
Família procura por adolescente desaparecida há três meses em Nova Era

Jovem de 17 anos estaria em Rio Casca, mas informações desencontradas e imprecisas dificultam a encontrá-la

Publicado em 12/06/2018 - 11h38
Vitória está desaparecida há três meses - Foto: Álbum de família

A família da jovem Vitória da Silva Nascimento, 17 anos, procura por informações de seu paradeiro. A moça está desaparecida desde o dia 4 de março, quando saiu de casa, no bairro Colina, em Nova Era, e não foi mais vista. Segundo o padrasto, o pedreiro José Claudio Procópio, a enteada tem transtornos mentais e necessita fazer uso de remédios controlados.

José Claudio contou que Vitória saiu de casa para encontrar o pai em um local muito próximo da residência da família. No meio do caminho, porém, encontrou uma amiga e desviou a rota. As duas teriam ido para o município de Rio Casca, a cerca de 100 quilômetros de Nova Era. A colega voltou, mas Vitória teria ficado na outra cidade.

Segundo o padrasto, a amiga de Vitória afirmou à polícia que elas foram para o bairro Bela Vista, local descrito por José Claudio como “barra pesada”. Familiares e investigadores já estiveram nessa comunidade, questionaram moradores, mas nenhum repassou informações precisas sobre o paradeiro da jovem nova-erense. “Eles dizem que já a viram por lá, mas um fala uma coisa, outro fala outra. Ninguém nos diz precisamente onde ela está”, comenta.

Vitória é aluna da Apae de Nova Era – Foto: Álbum de família

Vitória é aluna da Apae de Nova Era. O padrasto disse que por causa dos transtornos mentais ela costuma contar histórias fantasiosas, o que dificulta ainda mais levantar informações precisas sobre sua localização. Não é a primeira vez que ela desaparece. Na última, ficou duas semanas sem dar notícias e foi encontrada em João Monlevade.

“A gente não aguenta mais essa situação. É muito ruim ficar sem notícias. Ela precisa tomar remédios, está na época de retornar a uma consulta. Estamos muito preocupados”, descreve o padrasto, angustiado.

Informações sobre o paradeiro de Vitória podem ser repassadas pelos telefones (31) 99367-6881 e (31) 99824-0251, com o padrasto José Claudio, e pelo (31) 99745-7179, com a mãe Andréa.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.