Segunda-feira, 22 de Abril de 2019
Alerta máximo
Escola infantil na rota da lama da Barragem Sul Superior será desativada nesta segunda

A prefeitura informou que já está estudando um outro local para levas as crianças matriculadas na unidade a ser fechada

Publicado em 24/03/2019 - 14h47

A Escola Municipal Monsenhor Gerardo Magela Pereira, em Barão de Cocais, será desativada a partir desta segunda-feira, dia 25. A unidade fica localizada na Rua Moura Monteiro, em uma área localizada na chamada zona secundária e, portanto, seria atingida em pouco tempo caso a Barragem Sul Superior, que atende a Mina do Gongo Soco, venha a se romper.

A ação será conduzida pela prefeitura com o apoio da Vale. O Chefe do Executivo Municipal, Décio Geraldo dos Santos, disse com exclusividade à DeFato sobre a decisão. “São crianças muito pequenas, de três a quatro anos. Eu não poderia permitir que estivessem em perigo. Estamos analisando locais para a transferência e uma das opções é o prédio em que funcionava a antiga Unipac, no bairro Lagoa”, explica.

A decisão foi tomada esta manhã pela força-tarefa reunida na cidade com o objetivo de estudar ações e medidas diante do risco de rompimento da Barragem Sul Superior. Na sexta-feira, dia 22, o risco de rompimento da estrutura subiu do nível 2 para o nível 3, que é o máximo da escala.

Os moradores da zona de autossalvamento, mais próximos da barragem, foram evacuados no dia 8 de fevereiro, quando a sirene tocou pela primeira vez no Complexo do Gongo Soco. Desde então, cerca de 500 moradores das comunidades de Piteiras, Tabuleiro, Socorro e Vila do Gongo estão morando em hoteis e residências alugadas pela Vale em Barão de Cocais e Santa Bárbara.

 


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.