Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019
SOLENIDADE
Em noite solene, “Marcas Mais Lembradas” certifica empresas destaques de Itabira e região

Organizada pelo Grupo DeFato, a solenidade aconteceu na noite dessa quarta-feira, 19 de dezembro, na Fundação Carlos Drummond de Andrade

Publicado em 20/12/2018 - 12h00

Empresas com destaque especial no desenvolvimento de Itabira e região foram certificadas pela sua atuação no evento Marcas Mais Lembradas 2018, organizado pelo Grupo DeFato. A solenidade, que aconteceu na noite dessa quarta-feira, 19 de dezembro, na Fundação Carlos Drummond de Andrade, representou um marco na valorização e promoção de empresas que movimentam a economia por meio do profissionalismo, comprometimento, responsabilidade social e inovação.

A jornalista Letícia Renna, mestre de cerimônia do evento, iniciou as honras agradecendo a presença dos convidados, autoridades e homenageados. O evento também celebrou os 25 anos do Grupo DeFato.

A jornalista Letícia Renna foi a mestre de cerimônia do evento. Foto: Felipe Augusto

A diretora do Grupo DeFato, Kelly Eleto, comentou a respeito do sucesso da cerimônia, que está em sua terceira edição, e destacou a relevância dos homenageados como os maiores geradores de emprego e renda da região.

Kelly Eleto está há 10 anos a frente da DeFato. Foto: Felipe Augusto

Além dos agradecimentos, a anfitriã homenageou os fundadores de DeFato, José Sana e Marlete Sana, e os seus pais, Antônio e Célia Eleto. “Há 25 anos, eles [José e Marlete Sana]  tiveram essa ideia brilhante de criar uma revista no interior, que eu considero mais disruptivo do que a inovação de startups nos dias de hoje. Com muita garra e batalha, há dez anos eles me passaram o legado”, ressalta.

No discurso, Kelly, reforçou a necessidade de manter os princípios e a educação como alicerces para o sucesso. “Nós não podemos falar de futuro sem reverenciar o passado.Toda história de sucesso tem uma trajetória de erros”, completa.

Empresa, justiça e futuro

O diretor de Compliance do Instituto Inhotim, Daniel Lança, participou do evento e, ao ser chamado ao palco, fez provocações significativas a respeito da obrigação das empresas na promoção de uma cultura de integridade, consequentemente rompendo com a política de corrupção. “O termo compliance significa estar em conformidade com as leis. Ao que sempre nos foi obrigado pela própria legislação, não podemos descumpri-las alegando desconhecê-las”, afirma.

Daniel Lança conversou sobre Compliance. Foto: Felipe Augusto

Segundo o advogado, no futuro não haverá espaço no mercado para empresas e instituições que cometem atos de corrupção, desde os menores aos mais evidentes. “ A provocação de hoje é para que repensássemos nossas ações para fazer o que é justo e correto. Podemos mudar o Brasil começando pelas empresas, na criação dos programas de integridade, e assim, zelar por fazer o que é correto e justo, para garantir a sustentabilidade dos nossos próprios negócios”, destaca.

Governo e Meio Ambiente

Representando Minas Gerais, o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Luiz Gomes Vieira, foi uma das autoridades que entregou os certificados às Marcas Mais Lembradas. O secretário-adjunto, Anderson Silva de Aguilar, também marcou presença na cerimônia.

Em seu discurso, o secretário destacou a importância do evento em promover um momento de reconhecimento das marcas que mais repercutiram na melhoria da comunidade.

Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Foto: Felipe Augusto

Além da cerimônia, o secretário também fez um balanço sobre a atuação da secretaria em Minas e falou dos desafios vividos no processo de desburocratização dos processos que envolvem o licenciamento ambiental. “Diversos empreendimentos que estavam parados por falta de licenciamento ambiental foram restabelecidos. É possível conciliar o desenvolvimento econômico com a inclusão social, através da geração de renda, e a preservação ambiental. Diferente dos que as pessoas pensam, licenciar não é uma autorização para poluir, e sim uma forma de controle e regras”, explica

De acordo com Germano, existiam cerca de 43 bilhões de atividade paralisadas por falta de licenciamento, contudo 16 bilhões foram decididas este ano. Esse resultado é consequência da eficiência da implementação de regras e do trabalho intenso realizado pela equipe em 2018. “ O nosso objetivo é tornar o estado cada vez mais atrativo para o setor industrial, acreditando na inovação, criação e na proatividade dos agentes promotores. Alcançamos uma melhoria na eficiência de 294%”, destaca.

Germano explicou sobre o processo de licenciamento ambiental. Foto: Felipe Augusto

O “Marcas Mais Lembradas 2018” reuniu mais de 80 homenageados e 300 convidados na solenidade. Depois das premiações foi servido um coquetel de encerramento para confraternização dos convidados.

Confira as galerias de fotos do evento:

Parte I

Parte II

Confiras os homenageados e as Marcas Mais Lembradas de 2018


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.