Segunda-feira, 24 de Junho de 2019
comportamento
Dia dos Namorados: É possível ser feliz sozinho!

A psicóloga Laysa Lopes explica sobre se sentir bem sozinho em pleno Dia dos Namorados

Publicado em 12/06/2019 - 17h30

É dia dos namorados e você está solteiro sentindo que todo mundo tem um amor e só você não.

Nesses momentos, parece que todos os casais são extremamente felizes e que todos vão ter uma noite romântica com jantares e muitas declarações. Mas não é bem assim. Eles podem estar comemorando, mas todo relacionamento tem suas dificuldades e você que está ai triste não se lembra disso.

Estar solteiro tem seus benefícios. O solteiro tem mais autonomia para tomar suas decisões e tem mais liberdade de ser simplesmente o que é o tempo inteiro. Estar solteiro te faz aproveitar melhor seu tempo e se aproximar mais dos seus amigos e familiares. Além disso, tem a possibilidade de conhecer pessoas, sempre aberto a novos encontros e experiências.

Mesmo assim para algumas pessoas isso é um pesadelo. Por isso vou te ajudar a tornar sua vida solo mais feliz.

Para você começar a se sentir bem sozinho, precisa entender sobre uma necessidade básica de todo ser humano: a necessidade de amor e de pertencimento.

Você não consegue escapar dela. Temos necessidade de socializar, estar com outras pessoas, conversar e contar da nossa vida, de amar e de nos sentirmos amados, de pertencermos a alguém ou a um grupo.

É a necessidade de troca afetiva, são os vínculos sociais e amorosos que vivemos. Mesmo as pessoas mais solitárias precisam, vez ou outra satisfazer esses desejos. Como a musica diz, é impossível ser feliz sozinho.

Mas isso não significa que você precisa ter alguém o tempo todo e a todo custo. Precisamos nos entender diante dessa necessidade. Ela está na base de alguns dos nossos problemas e sintomas psicológicos. Às vezes usamos maneiras erradas para satisfazer esse desejo e ele nos torna ansioso e desesperado por amor. Assim forçamos relações, nos frustramos e ficamos decepcionados com a não reciprocidade dos outros. Tudo por conta da nossa necessidade de amor e pertencimento em exagero.

Também se sentirá mais confortável sozinho se entender que sua vida não se resume em seus relacionamentos amorosos e que você precisa dar valor as outras áreas. A pessoa que está cuidando da saúde física, da saúde mental, do desenvolvimento profissional e pessoal não perde tempo se desesperando para satisfazer a necessidade de um relacionamento amoroso. Isso te torna mais seletivo e satisfeito, mesmo sozinho.

Invista em você, dê valor ao seu tempo e faça o que for preciso para se sentir bem: ouvir suas musicas favoritas, assistir as séries novas, aproveitar um jantar sozinho no seu restaurante preferido. Invista em se sentir bem com seu corpo, com sua profissão e com suas emoções.  Seja feliz sozinho, em qualquer dia do ano.

Psicóloga Laysa Lopes
CRP04/54610
Itabira/MG
Telefone: (31) 975673586
Facebook   e Instagram 


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.