Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018
INTERNACIONAL
Dia histórico: EUA e Coreia do Norte assinam acordo para desnuclearização da península coreana

Acordo com quatro itens foi assinado durante encontro histórico entre o presidente americano Donald Trump e o líder norte-coreano Kim Jong-um

Publicado em 12/06/2018 - 08h34
Líderes norte-coreano e americano assinaram acordo em dia histórico - Foto: Reprodução

Esta terça-feira, 12 de junho de 2018, é um dia histórico. Pela primeira vez, líderes dos Estados Unidos e Coreia do Norte se encontraram pessoalmente para selar um acordo bilateral. Donald Trump e Kim Jong-um se reuniram no luxuoso hotel Capella, na ilha de Sentosa, em Singapura.

A Coreia do Norte se comprometeu com a desnuclearização completa da península coreana. Já os Estados Unidos prometeram cessar as movimentações militares em território da Coreia do Sul e garantiram a segurança aos vizinhos norte-coreanos.

Os dois países “decidiram deixar o passado para trás” e “o mundo verá uma grande mudança”, afirmou Kim. “Aprendi que ele é um homem muito talentoso que ama muito seu país. É um negociador de valor, que negocia em benefício de seu povo”, elogiou Donald Trump.

O conteúdo do documento, que aponta quatro itens principais, foi considerado “bastante completo” por Trump. O presidente americano afirmou que Kim aceitou o seu convite para visitar a Casa Branca e que ele pretende visitar Pyongyang “em um certo momento”.

Os quatro pontos do documento são:

– EUA e Coreia do Norte se comprometem a estabelecer relações de acordo com o desejo de seus povos pela paz e prosperidade;

– Os dois países irão unir seus esforços para construir um regime de paz estável e duradouro na península coreana;

– Reafirmando a Declaração de Panmunjon, de 27 de abril de 2018, a Coreia do Norte se compromete a trabalhar em direção à completa desnuclearização da península coreana;

– Os EUA e a Coreia do Norte se comprometem a recuperar os restos mortais de prisioneiros de guerra, incluindo a imediata repatriação daqueles já identificados.

Encontro inédito

Trump e Kim tiveram um primeiro encontro privado e depois promoveram uma reunião ao lado de seus assessores. Em seguida, participaram de um almoço ao lado de suas respectivas comitivas. Após este evento, os dois líderes caminharam juntos e Trump, em uma breve declaração a jornalistas, disse que o encontro estava sendo “melhor do que qualquer um poderia esperar”. Eles se reencontraram depois na sala onde assinaram a declaração.

Quando se sentou ao lado de Kim pela primeira vez, Trump disse ter esperança de que a cúpula seria “tremendamente bem-sucedida”. “Teremos um ótimo relacionamento pela frente”, acrescentou. O ditador norte-coreano disse em seguida que havia enfrentado uma série de “obstáculos” para o encontro. “Nós superamos todos eles e estamos aqui hoje”, disse a repórteres, por meio de um tradutor.

LEIA TAMBÉM


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.