Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
Saúde
Dia D de vacinação contra a gripe será neste sábado em todo o país

Todas as unidades de saúde de Itabira que possuem sala de vacinação estarão abertas, das 8h às 17h; na mesma data, equipes de saúde bucal do município farão ação de controle e combate ao câncer de boca para avaliar idosos e fumantes

Publicado em 03/05/2019 - 15h33

O Dia D de mobilização contra a gripe ocorre amanhã, sábado, em todo o país. A previsão, de acordo com o Ministério da Saúde, é que mais de 41 mil postos de saúde permaneçam abertos em todos os estados ao longo do dia. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou no último dia 10 e prossegue até 31 de maio. A meta é imunizar pelo menos 90% de cerca de 59,5 milhões de pessoas.

Em Itabira, todas as unidades de saúde do município que possuem sala de vacinação estarão abertas, das 8h às 17h. Aproveitando a data, será realizada também uma ação de controle e combate ao câncer de boca, com as equipes da Saúde Bucal de plantão para avaliar idosos e fumantes.

Devem receber a dose crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos; grávidas em qualquer período gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. Por meio de nota, o ministério informou que o grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas, totalizando cerca de 900 mil pessoas.

Cobertura

De acordo com o Ministério da Saúde, até o dia 30 de abril, 12,2 milhões de pessoas haviam sido imunizadas. O número representa 21% do total de grupos que devem receber a dose. O público com maior cobertura, até o momento, é o de puérperas, com 38,8%, seguido pelas gestantes (33,4%); indígenas (27,6%); crianças (26,4%); idosos (21,5%); trabalhadores de saúde (17,1%) e professores (14,2%).


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.