Segunda-feira, 22 de Abril de 2019
TRANSTORNO
Desde novembro filas noturnas no Sine não são mais vistas, diz secretário

Desempregados tinham que enfrentar fila por horas para tentar uma oportunidade através do Sine na cidade

Tatiana Santos Publicado em 03/01/2018 - 07h30

No mês de setembro, o itabirano Valter Antônio Anastácio, na ocasião desempregado, compareceu à Câmara de Vereadores de Itabira para protestar contra a falta de oportunidades de trabalho na cidade. Ele também lamentou a situação de ter que enfrentar fila por horas para tentar uma oportunidade através do Sine na cidade, localizado no bairro São Pedro.

Para evitar a cena vivenciada por Valter e outros pretensos a uma vaga de emprego, uma equipe do Sine fez um estudo para encontrar alternativas de eliminar as filas noturnas no local. E no mês de novembro, elas foram extinguidas, conforme explicou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo (SMDECTIT), José Don Carlos Alves Santos.

O que propiciou a mudança foram dois fatores: a divulgação das vagas no mural do Sine até o meio-dia, no site da prefeitura e na imprensa local. Outra questão foi a divisão de atendimento, com atuação voltada à emissão de carteiras de trabalho pela manhã, e a partir das 13 h até às 17 h, atendimento aos cidadãos em busca de empregos, com distribuição de senhas. “Esse ano nosso Sine foi de adaptações para melhor. Quando falo para melhor, as pessoas tinham umas reclamações. Elas vinham para a fila à noite e 8 h da manhã abriam-se as vagas. A pessoa que vem, passa a noite na fila e não é selecionada, fica revoltada”, exemplificou.

Antes, o procedimento era a divulgação das oportunidades até às 17 h do dia anterior, para o local abrir às 8h da manhã. Os candidatos ficavam sabendo das vagas à noite. Segundo o secretário, o Sine recebe não somente pessoas de Itabira, mas de cidades da região e distritos, o que dificultava para elas o acesso às informações das vagas. “O que é importante nessa mudança, é que, ao invés de entregar as senhas às 8 h da manhã, nós jogamos para as 13 h. Ao jogar para esse horário, não há uma necessidade de a pessoa ficar à noite na fila. Então, quer dizer, as vagas que têm ali, de uma forma ou de outra são atendidas até às 17h. Essa vaga não vai para o outro dia”.

Visita a outros Sines

Para implantar as mudanças, a equipe visitou diversas cidades para ver como funcionava o Sine local. Com isso, foi adotado um sistema padrão diferente. O vereador Paulo Soares (PRB) também se reuniu com o secretário e sua equipe, para propor alterações no modelo de atendimento aos desempregados.

De acordo com Don Carlos, há municípios com Sines melhores que o de Itabira, mas, também, há outros que estão até mesmo fechados. Ele diz que a pretensão é de que o sistema itabirano se torne referência, uma vez que pessoas até mesmo da capital procuram pelo da cidade em busca de atendimento. “Se Itabira está ruim, outros lugares estão piores”, finalizou Don.

 

 

 


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.