Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018
DISCUSSÕES
Conceição do Mato Dentro é ponto de partida para o desenvolvimento sustentável

Diálogo encabeçado pelo Instituto Espinhaço envolve instituições de reconhecimento nacional e internacional

Publicado em 12/07/2018 - 17h26
Grupos debateram ações para o desenvolvimento sustentável - Foto: Sandra Oliveira

Não é exagero dizer que o futuro sustentável do país é pensado em Conceição do Mato Dentro nesta semana. O município é sede do encontro regional “O Brasil que Cuida de Suas Águas”, que discute estratégias e ações para um desenvolvimento baseado na integração com o meio ambiente. No prenúncio do evento, uma reunião, em formato de oficina participativa, debateu projetos capazes de alcançar 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS), que formam a Agenda 2030.

A discussão é encabeçada pelo Instituto Espinhaço, com apoio do Ministério do Meio Ambiente e entidades com atuações nacional e internacional, como Universidade Federal de Lavras (Ufla), Unesco, ONU, Universidade Évora, Instituto de Ciências da Terra e Instituto Terra e Memória.  

A reunião debateu as responsabilidades locais e globais dentro desses objetivos para a sustentabilidade. A ideia é instigar uma mudança comportamental relacionada à preocupação com o futuro, tomando por base ações que garantam uma melhora significativa de toda comunidade. Nesse contexto, as medidas locais ganham protagonismo como ponto de partida para o desenvolvimento a longo prazo.

Para o professor José de Arimatéia, do Departamento de Administração e Economia da Ufla, “a discussão reflete sobre os contextos e problemáticas da comunidade e cria uma dinâmica de ação no contexto local”. “Iniciamos um processo coletivo com ações que dinamizem e melhorem as condições descritas e que possam repercutir em âmbito local, na Serra do Espinhaço como um todo, nacionalmente e até de forma global”, afirmou.

Objetivos para o desenvolvimento sustentável são debatidos em CMD – Foto: Sandra Oliveira

Compartilhando ideias

Os participantes da discussão foram divididos em grupos, por área de afinidade, para refletir sobre as problemáticas relacionadas à “Sociedade”, “Natureza”, “Trabalho” e “Instituições”. Foram levantadas propostas para a erradicação da pobreza e crescimento econômico e social e desenvolvimento ambiental da cidade.

Os grupos apresentaram visões distintas sobre o momento atual da comunidade e quais as pretensões de melhorias, concluindo com um relatório assinado por todos e que seguirá para novas articulações e debates. O próximo passo será elaborar um documento com propostas formais de atuação.

Grupos falaram sobre panorama da sociedade – Foto: Sandra Oliveira

Referência em Desenvolvimento Sustentável

O presidente do Instituto Espinhaço, Luiz Claudio de Oliveira, destacou que o projeto de Gestão Integrada do Território em Conceição do Mato Dentro é uma de várias ações relacionadas à divulgação da Agenda 2030 e implementação dos 17 ODS no município. Ele enfatizou a importância das discussões em vertentes e iniciativas que vão desde a irradicação da fome até saúde, educação, bem-estar e tudo que envolve os objetivos sustentáveis. 

Ainda segundo Luiz Cláudio, o principal objetivo é “lançar em Conceição do Mato Dentro, primeira em Minas Gerais, uma plataforma de 17 ODS, tendo a Serra do Espinhaço – Reserva da Biosfera do Espinhaço (Projeto que nasceu em Conceição do Mato Dentro em 2004 e foi reconhecido pela Unesco em 2005) – como laboratório para executar este conjunto de iniciativas, revitalizar e tornar o município uma referência em desenvolvimento sustentável dentro da Serra do Espinhaço, por meio de um centro de referência que dialogue com os municípios vizinhos.

LEIA TAMBÉM


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.