Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
INVENCÍVEL
Com um a menos em todo segundo tempo, Valério mantém invencibilidade na Terceirona

Partida ficou marcada pela expulsão do atacante Cassiano, ainda no primeiro tempo, por fazer gestos para os torcedores valerianos

Rodrigo Andrade Publicado em 23/09/2018 - 12h14
Valério e Araxá ficaram na igualdade em São Gonçalo - Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

O Valério viveu experiências distintas na manhã deste domingo, 23 de setembro, em São Gonçalo do Rio Abaixo. Diante do Araxá, o Dragão saiu na frente no início da partida, sofreu o empate e ainda teve o atacante Cassiano expulso no primeiro tempo. Os itabiranos jogaram toda segunda etapa com um homem a menos. Mesmo assim, resistiu bravamente e saiu de campo com um empate por 1 a 1.

Os gols foram marcados por Cassiano, aos 3 minutos, e por Ricardo Luz, aos 20, ambos no primeiro tempo. Mas o lance capital veio aos 42 minutos. Criticado pela torcida após errar em um lance, o atacante Cassiano, principal jogador do Valério na competição, não reagiu bem e fez gestos obscenos em direção à arquibancada. O bandeirinha viu, avisou ao árbitro e o vermelho foi direto.

O resultado manteve Valério na segunda colocação da Terceira Divisão do Campeonato Mineiro. Ainda sem saber o que é derrota na competição, o Dragão chegou a 21 pontos. O Araxá também se manteve onde estava. Com 19 pontos, o Ganso é o terceiro colocado.

Valério segue sem ser derrotado na Terceirona – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

O jogo

Do céu ao inferno em 40 minutos. Assim pode ser resumida a partida do atacante Cassiano. Referência do Valério na Terceirona, o camisa 7 marcou seu quarto gol na competição logo aos 3 minutos, de cabeça. No entanto, aos 42, perdeu a cabeça com a torcida, mostrou o dedo em riste, e foi expulso.

O gol nasceu de boa movimentação ofensiva pelo lado direito do campo. Thiaguinho chegou à linha de fundo e colocou a bola na cabeça de Cassiano. O atacante subiu bem e deslocou o goleiro, sem chances de defesa: 1 a 0 para o Valério.

A partida seguiu sem grandes chances de lado a lado até os 20 minutos, quando o Araxá chegou ao empate. O lateral-direito Ricardo Luz foi para o lado esquerdo cobrar uma falta com o pé trocado. A bola rasante passou por todo mundo dentro da área e foi morrer no canto do goleiro Victor. Jogadores do Valério reclamaram que um atacante adversário, em posição de impedimento, atrapalhou o goleiro do Dragão, mas a arbitragem confirmou o gol.

As principais chances do Valério nasciam em jogadas de bola parada. Os zagueiros Gabriel Ferreira e Guilherme Henrique, muito altos, sempre levavam vantagem sobre a defensiva do Araxá. Aos 38, Gabriel subiu bem e quase marcou.

Aos 42, a expulsão de Cassiano marcou a partida. Logo depois de desperdiçar boa chance pela ponta direita, em que poderia ter tocado para o atacante Erick, no meio da área, a torcida reclamou. O camisa 7 não aceitou as críticas e passou a gesticular para os torcedores. O bandeirinha viu um gesto obsceno e avisou ao árbitro, que logo sacou o vermelho. Indignados com a reação de Cassiano, parte da torcida comemorou a expulsão do jogador.

Cassiano foi expulso após gestos para a torcida – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

Segundo tempo

Na segunda etapa, o Valério entrou em campo sabendo que colocaria à prova a força de sua defesa, a menos vazada da Terceirona. Porém, o jogo não mostrou a pressão imaginada. Com pouco repertório ofensivo, o Araxá não chegou em momento algum com real perigo contra a meta defendida pelo goleiro Victor.

Pelo contrário, as duas melhores chances do segundo tempo foram do Valério. A primeira, e mais perigosa, veio aos 18 minutos, com Ruan. O meia aproveitou bobeada da zaga do Araxá, recebeu de Thiaguinho e bateu cruzado. A bola passou muito perto da trave do goleiro Alencar.

Aos 30, Ruan, novamente, ameaçou o Araxá. Dessa vez foi em cobrança de falta. O canhoto bateu bem da entrada da área e a bola tirou tinta do ângulo esquerdo do gol do Araxá.

Sem mais ameaças dos dois lados, a partida ficou mesmo no empate por 1 a 1.

Jogadores e comissão técnica desabafam com torcedores após o empate – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

Sequência

O próximo compromisso do Valério é fora de casa. No sábado, 29 de setembro, às 15h, o Dragão enfrenta o Minas Boca, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

Já o Araxá volta a campo no domingo, 30, às 10h, contra o União Luziense, no Estádio Municipal Victor Anadrade de Brito “Frimisa”, em Santa Luzia.

Ficha técnica

Valério 1 x 1 Araxá
Motivo:
10ª rodada da Terceira Divisão do Campeonato Mineiro
Local: Arena São Gonçalo, em São Gonçalo do Rio Abaixo

Valério
Victor; Elivelton, Gabriel Ferreira, Guilherme Henrique e Uesles; Denilson, Nathan Índidio, Thiaguinho e Ruan; Cassiano e Erick
Técnico: Roberto Gaúcho

Araxá
Alencar; Ricardo Luz (Bernardo), Juninho, Vitor Melo e Fernandinho; Bruno Moreno, Marcelo Brandão (Hiury), Matheus Gonzaga (Felipe Caldeira) e Petter; Carlinhos e Willian Darros
Técnico: Rogério Alves

Cartões amarelos: Nathan Índio (Valério); Juninho e Felipe Caldeira (Araxá)
Cartão vermelho: Cassiano (Valério)

Público: 314 torcedores
Renda: R$ 3.030,00


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.