Terça-feira, 21 de Maio de 2019
INOVAÇÃO
Coletivo resgata tradições da culinária mineira e movimenta economia em Catas Altas

Por meio da iniciativa do coletivo Sabores do Morro, os moradores estão produzindo iguarias tipicamente mineiras e comercializando

Publicado em 09/12/2018 - 08h05

Com o objetivo de resgatar a essência da culinária mineira e movimentar a economia local, moradores do distrito do Morro D’água Quente, em Catas Altas, estão apostando no empreendedorismo para atrair turistas e visitantes para a região.

Por meio da iniciativa do coletivo Sabores do Morro, os moradores do distrito estão produzindo iguarias tipicamente mineiras e comercializando em um feira de produtos caseiros. O encontro acontece mensalmente e expõe quitutes como doces, queijo, cachaça, entre outras delícias. Além da comercialização, a feira é uma oportunidade para atrair turistas e visitantes para a região e fomentar o turismo.

Com matéria-prima fornecida pelos produtores locais, o projeto é considerado uma das apostas para aquecer a economia no Morro D’Água Quente. Josieni Cristina de Aguiar faz parte do Sabores do Morro e conta que os produtos oferecidos na feira possuem um diferencial. “Os ingredientes que eu uso são daqui e também tenho muitos clientes que moram na cidade. Mas, Catas Altas é um lugar turístico e vem muita gente de fora procurando os produtos de qualidade que a gente oferece. Isso favorece a cidade, movimenta o turismo e permite que eu tire meu sustento”, afirma.

Além de favorecer a economia de Catas Altas, a atuação do coletivo também é uma possibilidade dos moradores desenvolverem seu próprio negócio e expandirem o mercado para outras regiões. As quitandas da Tasty Minas Gourmet é um exemplo desse resultado com o famoso e tradicional casadinho. “Pensamos de onde nossa matéria prima sai e para onde o produto final vai. Por isso, compramos o máximo dos pequenos produtores locais e entregamos essa experiência ao cliente. Isso transforma a vida de todos os envolvidos na cadeia de produção e consumo do produto”, conta Priscila Cristovam, sócia da Tasty e membro do Sabores do Morro.

Priscila ainda revela que o segredo na receita do casadinho é a herança das gerações anteriores. “É uma receita da família do meu marido, que também é fundador da marca. Deu tão certo que passamos a testar outros sabores e recheios, como o café com leite, sabor característico de Minas”, ressalta. Hoje a marca é vendida no Mercado Central em Belo Horizonte.

Cultura e gastronomia

Além de abastecer o mercado interno, a produção que envolve o coletivo conquista turistas e dá visibilidade para a Serra do Caraça. Neste mês de dezembro, a feira será ampliada e o coletivo irá realizar o Festival Sabores do Morro, com atrações culturais. O evento será nos dias 15 e 16 de dezembro, ao lado da Igreja Senhor do Bonfim.

Sobre o Sabores do Morro

Sabores do Morro é um coletivo de dez negócios individuais de Morro D’Água Quente que promove a geração de renda por meio do resgate das tradições da cozinha mineira. O grupo participa do Programa de Empreendedorismo Social Comunitário, uma iniciativa da Fundação Vale e é apoiado pelo Instituto de Socioeconomia Solidária (Ises), que trabalha na aceleração dos negócios por meio do fortalecimento de pessoas, organizações e comunidades, além da implementação de soluções inovadoras e sustentáveis.

 


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.