Segunda-feira, 23 de Abril de 2018
PARCERIA COM UFMG
Catas Altas vai receber maior telescópio para uso educacional da América Latina

Foi levada em consideração a tendência turística da cidade ligada ao uso do observatório e a possível expansão da UFMG com a implantação de cursos técnicos para a região

Publicado em 22/11/2017 - 12h22

Em breve, Catas Altas irá receber o maior telescópio para uso educacional da América Latina. O projeto foi aprovado em reunião, no dia 22 de novembro, quando estiveram presentes representantes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que ficará responsável pelo funcionamento.

Os projetos arquitetônico e executivo começarão a ser elaborados no ano que vem e as obras terão início em 2019 com previsão de conclusão em dois anos. A expectativa será a de receber cerca de três mil alunos por mês assim que estiver em funcionamento.

De acordo com o professor do Departamento de Física da UFMG e Coordenador do grupo de astronomia da universidade, Renato Las Casas, Catas Altas foi escolhida para sediar a estação de observação “pela boa qualidade do céu e sua proximidade com a cidade de Belo Horizonte”.

Além disso, foi levada em consideração, a tendência turística da cidade ligada ao uso do observatório e a possível expansão da UFMG com a implantação de cursos técnicos para a região. “Esse projeto irá trazer um benefício gigantesco para nossa cidade. Ele é multidisciplinar, envolvendo diversas áreas, como o turismo e a educação. Além disso, vai envolver nossa comunidade, principalmente, nossos adolescentes e jovens que poderão ter uma ocupação”, ressalta o prefeito José Alves Parreira.

O vice-prefeito Fernando Rodrigues Guimarães completa que a economia local também será muito beneficiada. “Conseguiremos criar uma nova fonte de renda para o município, através do turismo pedagógico e de toda a movimentação que, direta e indiretamente, ele vai acabar gerando”, explica.

Quando estiver em funcionamento, o telescópio, que é supermoderno e conta com possibilidade de acesso remoto, irá servir para as atividades do curso de astronomia da UFMG e realizações de minicursos abertos à população, muitos deles gratuitos.

Projeto foi aprovado em reunião com representantes da UFMG /Foto: Miguel Sá

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.