Terça-feira, 18 de Junho de 2019
Saúde
Campanha propõe troca de cigarro por flor em São Gonçalo do Rio Abaixo

Ação marcou o Dia Mundial de Combate ao Tabagismo no município

Publicado em 03/06/2019 - 15h22
Campanha contra o tabagismo - Foto Elisângela Bicalho/ Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo

“Vamos trocar o cigarro por uma flor?” Esta foi a proposta da equipe da Secretaria Municipal de Saúde de São Gonçalo do Rio Abaixo para incentivar os fumantes a deixarem o hábito. A ação aconteceu na sexta-feira (31), Dia Mundial sem Tabaco, e conquistou a adesão de muitos tabagistas que passaram pela área central da cidade. As informações são da Prefeitura Municipal de São Gonçalo. 

Segundo a administração municipal, além de sensibilizar a população, a equipe de saúde também orientou fumantes sobre o tratamento com medicação gratuita ofertado no município. Quem pretende deixar o cigarro pode procurar o Posto de Saúde da Família (PSF) mais perto de sua casa. “Parei de fumar desde que me internei há 18 anos. Vou levar esta flor para meu irmão na tentativa de incentivá-lo a parar também”, declarou o aposentado Vanderlei Costa Leite, 50 anos, que já não fuma há quase duas décadas. 

Aos 76 anos, o aposentado Sebastião Modesto lembra ter fumando por aproximadamente 40 anos, mas deixou o hábito há bastante tempo. “Achei excelente esta ação. Forma educada de incentivar as pessoas a deixarem de fumar. Vou levar esta flor para convencer alguém a fazer o mesmo”. Ações que sensibilizem a população são importantes já que o tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. Estatísticas apontam que fumantes são mais propensos a desenvolver uma série de doenças, tais como, câncer de pulmão, infarto, bronquite crônica e enfisema pulmonar e derrame cerebral.

Estatísticas

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, em entrevista no Dia Mundial Sem Tabaco, informou que o fumo mata pelo menos 8 milhões de pessoas por ano em todo o mundo. Além disso, milhões de pessoas vivem com câncer de pulmão, tuberculose, asma ou doença pulmonar crônica causada pelo tabaco. Ghebreyesus disse que pulmões saudáveis são essenciais para uma vida saudável e defende que a proteção desses órgãos seja estimulada “dizendo não ao tabaco.”

Cerca de 3,3 milhões de consumidores e pessoas expostas ao fumo passivo morreram de doenças relacionadas ao pulmão em 2017 em todo o mundo, segundo estatísticas da OMS. Em 2019, a campanha de combate ao fumo tem como tema “O tabaco e a saúde dos pulmões”. A ideia é aumentar a consciência sobre o impacto negativo do produto na saúde pulmonar, abordando desde o câncer a doenças respiratórias crônicas. (Com Agência Brasil)


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.