Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
LEGISLATIVO
Câmara de Itabira reforça segurança após confusão em plenário

Encontros do Legislativo terão presença de policiamento e controle de entrada

Rodrigo Andrade Publicado em 26/02/2019 - 15h41
Presença da PM foi solicitada na Câmara de Itabira - Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

A confusão registrada no plenário da Câmara de Vereadores de Itabira na semana passada, 19 de fevereiro, quando duas pessoas foram presas por desacato, fez o Legislativo adotar novos protocolos de segurança. Na reunião desta terça-feira (26), foi solicitada a presença de policiais militares.

Dois policiais chegaram à Casa por volta das 15h. Eles permaneceram no fundo do plenário, acompanhando o desenrolar da reunião. Além disso, a direção do Legislativo também orientou um servidor, que antes ficava no andar inferior do prédio, agora fique controlando o pequeno portão que dá acesso às cadeiras dos parlamentares.

Outra novidade é que os visitantes da Câmara têm que fornecer o documento de identidade logo na entrada do prédio. Isso já foi adotado na última semana, quando o gerente-executivo da Vale, Rodrigo Chaves, visitou o Legislativo para falar da situação das barragens no município, e foi mantido nesta terça-feira.

Confusão

Na semana passada, dois homens receberam voz de prisão na Câmara de Itabira após dispararem críticas aos vereadores durante a sabatina ao gerente da Vale. Aos gritos, a dupla acusava os parlamentares de serem submissos à mineradora. Os legisladores reagiram e solicitaram a ação da Polícia Militar.

Duas pessoas foram detidas na Câmara de Itabira na semana passada – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

Nesta terça-feira, alguns vereadores ainda se mostraram chateados com o ocorrido na semana anterior. Paulo Soares (PRB), por exemplo, avisou que sempre deixará o plenário quando algo semelhante voltar a ocorrer.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.