Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Atropelamento
Homem é acusado de passar duas vezes com o carro em cima de uma cadela em João Monlevade

Motorista alegou ter sido um acidente; ele deixou o local sem prestar socorro ao animal, mas depois disse à PM que vai arcar com o tratamento

Publicado em 12/03/2019 - 16h36

Uma cadela foi atropelada duas vezes por um motorista em João Monlevade. O caso aconteceu na tarde de domingo, dia 10, na saída do estacionamento externo de um hipermercado. De acordo com a Associação Cãopanhia do Bem, o motorista de um Fiat Argo teria passado em cima do animal duas vezes com o veículo e deixado o local sem prestar socorro. A cadela foi internada sob tutela da ONG em uma clínica veterinária. O animal apresentou fraturas em uma pata e lesão na bacia. A cadela vive nos arredores do hipermercado e é conhecida por funcionários e clientes.

As pessoas que testemunharam o atropelamento acionaram a Polícia Militar e a Associação Cãopanhia do Bem, que pretende judicializar uma ação contra o motorista com o apoio de um advogado. “Vamos buscar justiça por ela e por todos outros animais que são atropelados e deixados para morrer à míngua”, declarou a presidente da Cãopanhia do Bem, Karen Sartori Lemos, em um vídeo divulgado nas redes sociais.

O acusado se apresentou espontaneamente à polícia na segunda-feira, dia 11, dizendo que atropelou a cadela por descuido e que está disposto a arcar com os custos do tratamento do animal, conforme o Boletim de Ocorrência da Polícia Militar. Ainda no BO, consta que as testemunhas do atropelamento relataram que o motorista saiu do local xingando e dizendo que aquele não era um lugar de cachorro. “Arcar com as despesas é uma obrigação, e não um favor. O crime de não prestar o socorro ocorreu. A gente não pode achar que ele pagando as despesas de um acidente que ele ocasionou está tudo resolvido”, disse Karen Sartori. A Cãopanhia do Bem realiza um trabalho voluntário de amparo aos animais abandonados em João Monlevade desde 2011.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.