Sábado, 20 de Julho de 2019
Mineração
Balanço da Anglo aponta lucro de US$ 3,5 bilhões em 2018

Empresa informou também que impacto financeiro da suspensão do Minas-Rio, em Conceição do Mato Dentro, foi maior que o esperado

Publicado em 21/02/2019 - 15h28
Complexo da Anglo American em Conceição do Mato Dentro

A mineradora Anglo American registrou um lucro líquido de US$ 3,5 bilhões em 2018 – uma alta de 12% em relação a 2017, ano em que teve ganhos de US$ 3,1 bilhões. A companhia divulgou seu balanço financeiro nesta quinta.

Os ganhos da Anglo American ficaram acima dos cálculos feitos por analistas e consultores financeiros. O resultado se deu em razão do aumento dos preços das commodities, com destaque para a platina, o carvão e o níquel.

A receita também teve alta, crescendo 5,2% em relação ao ano anterior. A empresa faturou US$ 27,6 bilhões, ante os US$ 26,2 bilhões aferidos em 2017. A dívida líquida, por sua vez, caiu de US$ 4,5 bilhões para US$ 2,8 bilhões – também abaixo do esperado pelo mercado.

A Anglo, no entanto, ressaltou que a suspensão do Projeto Minas-Rio, em Conceição do Mato Dentro, teve impacto maior do que o esperado no Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), de US$ 600 milhões. Em abril do ano passado, a empresa havia estimado que perdas decorrentes da Minas-Rio ficaram entre US$ 300 milhões e US$ 400 milhões.

Em março de 2018, vazamentos no mineroduto da mina levaram à interrupção dos trabalhos. A operação, por sua vez, teve o intervalo de projeções para sua produção de minério de ferro ajustado para cima. A produção deve ficar entre 18 milhões e 20 milhões em 2019. No ano anterior, a projeção foi de 16 milhões a 19 milhões.

O novo cálculo para a Minas-Rio foi feito depois de a companhia receber uma licença ambiental para a terceira fase de produção da mina, em 21 de dezembro. A mineradora diz que a autorização lhe dará maior flexibilidade operacional e uma produção de melhor qualidade.

Sunoresearch/Terra

 


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.