Terça-feira, 13 de Novembro de 2018
ENTRETENIMENTO
Artistas dizem ter realizado o sonho de se apresentar na cidade de Drummond

Priscila Fantin e Bruno Lopes se apresentaram com teatro cheio e ingressos esgotados

Publicado em 31/10/2018 - 12h44
Bento e Pilar se encontram em um aplicativo de relacionamento

“Por enquanto que uns pedem guerra, nós levamos o amor.” O sentimento de afeto desenvolvido entre seres cobriu o auditório da Fundação Carlos Drummond de Andrade, na noite dessa terça-feira, 30 de outubro. Presente nos versos do poeta itabirano, o amor transita por gerações e cria novas formas de se manifestar, no real e no digital. E é essa construção contemporânea que Priscila Fantin e Bruno Lopes mostram na peça “Precisamos falar sobre amor sem dizer eu te amo”.

Com texto de Wagner D’Ávila, o espetáculo foi digno de casa cheia e fez parte das atrações da 2° Festival Drummond e a 17° Semana Drummondiana. A comédia romântica conta a história de Bento e Pilar, dois viúvos que se conheceram através de um aplicativo de relacionamento. Repleto de referências ao cotidiano mineiro e de particularidades que envolvem casais e relacionamento modernos, a peça compartilha os dramas do primeiro encontro e o desenrolar do casal com muita diversão, além de proporcionar um reflexão sobre a vida e as relações atuais.

Em entrevista a DeFato Online, Priscila e Bruno manifestaram a satisfação em estarem em Itabira e disseram que sempre foi um desejo se apresentarem na terra de Drummond. “Estamos muito felizes! Sabemos que é um público muito especial por já estarem bebendo cultura no festival”, disse Priscila sobre a participação no evento. “Itabira nos recebeu de braços abertos, ficamos tão a vontade que em alguns momentos saímos do texto e até usamos piadas internas da gente”, conta Bruno.

Arte e filantropia

A peça estrelada por Priscila Fantin e Bruno Lopes fez sucesso em Itabira, mas já tem uma trajetória consolidada, marcada também pela filantropia. Instigados pelo Centro Cultural Brasil Moçambique, o casal desenvolveu o projeto com o objetivo de reverter a renda para o Centro Hakumana, instituição que ampara pessoas com HIV em situação de extrema pobreza em Maputo, capital do país africano. Sem fins lucrativos, hoje “Precisamos falar sobre amor sem dizer eu te amo” caminha pelas cidades brasileiras espalhando arte e ação social, onde algumas apresentações são revertidas para asilos, orfanatos, clínicas de reabilitação, hospitais e ONG’s.

Para os atores, a essência do teatro é essa, atuar de forma mágica como agente transformador. “As pessoas estão intolerantes com a opinião do próximo. Não importa em quem você acredita, para qual time torce, ou opção sexual, respeitar o próximo é uma manifestação de amor. Por enquanto que algumas pessoas propõem guerra nós estamos propondo amor. E nesse espetáculo, a gente doa um pouquinho do amor que a gente acredita”, disse Bruno.

Festival

As apresentações do 2° Festival Drummond e da 17° Semana Drummondiana serão encerradas nesta quarta-feira, 31 de outubro, data que marca o aniversário de 116 anos do poeta. O dia conta com uma programação de sarais, discussões e shows, como o da tradicional banda “Demônios da Garoa”.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.