Segunda-feira, 22 de Abril de 2019
Tradição
Aniversário de 60 anos da Fide é celebrado em culto ecumênico em Itabira

Gerações que contribuíram para a construção da trajetória acadêmica participaram da solenidade

Publicado em 28/03/2019 - 10h34
Fotos: Deborah Oliveira

Há 60 anos fazendo parte da história dos moradores de Itabira, a Fundação Itabirana Difusora do Ensino (Fide) deu início às comemorações de aniversário da instituição, na noite de terça-feira, 26, em Culto Ecumênico no Santuário São Geraldo Magela. O momento celebrou com alegria e fé a trajetória de sucesso e foi marcado por agradecimentos e pelo encontro de gerações que contribuíram e contribuem até hoje para que a escola seja referência em educação.

Pais, alunos, professores e colaboradores, atuais ou que já passaram pela instituição, participaram da solenidade ministrada pelo Diácono Luciano Rodrigues e pelo pastor José Hélio de Azevedo, ex-aluno do colégio. Na cerimônia, representantes da Fide contaram um pouco sobre a história da escola e agradeceram a confiança depositada pelos pais que propagam o legado da instituição, tornando possível a construção de uma grande família.

+ Confira a galeria de fotos completa 

Para a presidente da Fide, Cândida Isabel de Campos Morais, a comemoração foi muito emocionante e conseguiu resgatar a história não só da Fide como também de Itabira. “Essa história foi construída por pessoas idealistas e visionárias que acreditam que a educação era capaz de criar uma sociedade justa. As pessoas confiam e têm amor pela escola, só lembranças boas, e isso é o diferencial”, pontua.

Durante a entrada dos colaboradores e professores, alunos vibraram entusiasmados e surpreenderam os presentes no culto. Segundo a superintendente Marli Áurea da Matta, esse afeto é reflexo do trabalho contínuo da fundação que há 60 anos transforma a vida de tantas pessoas.“ A escola estava toda representada e viver este momento é dizer um muito obrigada. Temos muitos motivos para comemorar, os resultados mostram que não é de hoje que a Fide é referência na qualidade do ensino, tanto na parte pedagógica, na busca por novas metodologias, quanto na preocupação com a formação humana”, ressalta.

Formanda de 1962, primeira turma da fundação, Adriana Bragança esteve presente e se emocionou com as homenagens prestadas. “Estar aqui me fez chorar. Nós da primeira turma começamos em uma sala emprestada. Hoje, para mim, foi um dia de festa e coração alegre, muito choro por dentro e por fora. Eu já fui até professora de português da Fide”, conta a ex-aluna da então chamada Escola Técnica de Comércio de Itabira.

No momento do ofertório, símbolos que representam a trajetória escolar da instituição, como livros e premiações, foram levados até ao altar. Encerrando a celebração, o diácono e o pastor relembraram que a Fide é uma grande família incumbida de cuidar de outras famílias, uma base familiar de formação.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.