Domingo, 21 de Julho de 2019
MINERAÇÃO
Anglo American oferece adiantamento de salário e trabalhadores aprovam PLR

Segundo o Sindicato Metabase, melhoria da proposta se deu após pressão organizada pela entidade na última semana

Redação DeFato Online Publicado em 11/07/2019 - 17h11
Trabalhadores da Anglo American participaram de assembleia em Conceição do Mato Dentro - Foto: Divulgação/Metabase

Trabalhadores da Anglo American em Conceição do Mato Dentro aprovaram nessa quarta-feira, 10 de julho, a proposta da empresa para pagamento da Participação dos Lucros e Resultados (PLR). Dos 1.245 funcionários que participaram da assembleia, 79% concordaram com a oferta depois que a mineradora aceitou adiantar um salário, com pagamento já em agosto.

A Anglo American manteve a oferta que foi rejeitada pelos funcionários em junho, de 4,2 salários para o pessoal da produção e 5,2 salários para os cargos de confiança. A diferença é justamente a proposta de adiantar um salário na próxima folha de pagamento. De acordo com o Sindicato Metabase, essa medida já havia sido adotada em outras unidades da empresa e só foi repetida em Conceição do Mato Dentro por causa da pressão exercida pela entidade.

O presidente do sindicato, André Viana, no entanto, não se mostrou completamente satisfeito com o resultado das negociações, mesmo dizendo que o índice a ser pago aos trabalhadores é o maior já praticado pela Anglo American. “Em 2019, a Anglo American deverá pagar a maior PLR de sua história, mas não é motivo para comemorar, afinal, a vergonhosa prática de segregar cargos e funções com valores diferentes demonstra o desrespeito da empresa com a base”, criticou.

Na semana assada, o Metabase organizou uma manifestação em frente à Mina do Sapo, em Conceição do Mato Dentro. Após o ato, a direção da empresa chamou os líderes sindicais para uma nova reunião de negociações, onde foi apresentada a proposta de adiantamento de um salário. O restante do benefício será pago no início do ano que vem, como é o costume na empresa.

Para o vice-presidente do Metabase, Carlos Estevam “Cacá”, apesar da aprovação, o número de trabalhadores contrários (250) demonstra que há muitos focos de insatisfação dentro da empresa. Segundo ele, os pontos citados pelos funcionários serão debatidos nas negociações para o Acordo Coletivo de Trabalho, em outubro deste ano.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.