Domingo, 26 de Maio de 2019
SANTO ANTÔNIO DO GRAMA
Anglo American conclui limpeza dos impactos causados por rompimentos em mineroduto

A partir de agora, segundo a mineradora, será dado início à execução do plano de recuperação de áreas degradadas

Publicado em 18/06/2018 - 08h16
Equipes trabalharam na limpeza do ribeirão Santo Antônio - Foto: Divulgação/Anglo American

A Anglo American informou que concluiu a limpeza dos impactos causados pelos incidentes com o mineroduto da empresa, que ocorreram nos dias 12 e 29 de março, na cidade de Santo Antônio do Grama (MG). A partir de agora, segundo a mineradora, será dado início à execução do plano de recuperação de áreas degradadas (PRAD) do município, em parceria com os órgãos ambientais e os proprietários rurais. O objetivo é recompor não só as matas ciliares do córrego, mas, também, outras áreas impactadas por diversas atividades de uso e ocupação do solo.

No processo de recuperação, a Anglo American retirou polpa de minério num trecho de 11 quilômetros do ribeirão Santo Antônio do Grama.  Para minimizar possíveis impactos durante a remoção da polpa, a empresa usou técnicas manuais e máquinas de sucção à vácuo, que variaram conforme a quantidade e camadas do rio atingidas. O processo foi acompanhado pelos órgãos ambientais.

De acordo com a Anglo American, toda a ação incluiu a atuação de cinco empresas especializadas em cada uma das frentes dos trabalhos – recuperação de áreas degradas, equipamentos de caminhões de vácuo e emergências ambientais – para garantir a aplicação das melhores técnicas e recursos. Também foi concluída recuperação do pasto da propriedade rural atingida por um dos vazamentos do mineroduto.

Uma vistoria final realizada pelo NEA (Núcleo de Emergências Ambientais) da Semad/MG atestou que o processo de limpeza foi concluído satisfatoriamente. Os testes apontaram que os principais indicadores da qualidade da água do ribeirão estão dentro dos parâmetros registrados antes do incidente do mineroduto. “As condições da água do ribeirão Santo Antônio do Grama foram reestabelecidas”, afirmou a empresa, em nota a imprensa.

Os valores dos principais parâmetros de avaliação, tais como PH e oxigênio dissolvido – fundamentais para garantir condições ideais para a fauna aquática -, registram resultados dentro dos limites legais. Outro indicador relevante, que segue com valores estáveis, é o de condutividade elétrica, o que indica que não há impactos de metais e sais na água. A companhia irá manter o monitoramento da água, em 17 pontos, para acompanhamento dos órgãos ambientais e segurança. Ainda segundo a Anglo American, haverá prosseguimento também dos estudos e acompanhamento da biota (conjunto de fauna e flora).

“Não foi registrado impacto irreversível dos incidentes nesse ecossistema”, finalizou a mineradora.


Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.