Domingo, 17 de Dezembro de 2017 -

BDMG vai ampliar ações com foco no desenvolvimento regional

Por meio de parceria firmada junto a importantes referências de pesquisa na área, o Banco vai trocar experiências e adaptar produtos à realidade do estado
20/07/2015 08h41
O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) está focado na promoção do desenvolvimento regional. A diretriz foi reforçada, recentemente, com o estabelecimento de um intercâmbio de informações junto à Associação de Estudos Regionais (Regional Studies Association - RSA), da Inglaterra, e o Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais (Cedeplar/UFMG).

Juntos, os atores envolvidos estão comprometidos com a troca experiências e conhecimentos, em ritmo contínuo, de forma que pesquisadores, gestores de políticas públicas e agentes locais possam trabalhar pela consolidação de estudos com foco no planejamento regional.

"O que fizemos, no primeiro momento, foi participar ativamente do apoio à instalação da divisão latino-americana da RSA", observa o diretor-presidente do BDMG, Marco Aurélio Crocco, citando a unidade agora alocada no Cedeplar/UFMG. "A partir de agora, temos os vários canais de troca de informação e experiências à disposição, acesso a redes de discussões temáticas para trabalhar ações com foco na redução da desigualdade regional", completa.

O BDMG já trabalha com algumas linhas de financiamento para as regiões menos desenvolvidas, com taxas de juros diferenciadas conforme a localização e o índice de desenvolvimento humano dos municípios. "Esperamos que, com esse canal de discussão constante, a parceria se reflita nas próprias políticas do banco, nas linhas de financiamento e nos produtos oferecidos", aponta Crocco. "Com o grande debate e o contato com as experiências dos outros países, vamos absorver e adaptar planos e projetos à nossa realidade", acrescenta.

Para o próximo ano, estão programadas duas atividades para a continuidade do intercâmbio de informações e experiências. O primeiro, ainda sem definição quanto ao país sede, será um novo encontro da RSA na América Latina. Já o outro, segundo Marco Aurélio Crocco, será em Minas Gerais, para troca de informações e análise de estratégias de apoio ao desenvolvimento regional.

"Precisamos pensar na interação entre as regiões, sua complementaridade, para se chegar a uma política mais global para o Estado", afirma o diretor-presidente. Com o engajamento do BDMG nesta parceria, complementa Crocco, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais deve "ser ator relevante para combater as desigualdades regionais. Não pode ser como outro qualquer, fazer os mesmos produtos de outros bancos. Temos que fazer ações capazes de dar resultados no Estado do ponto de vista do desenvolvimento econômico", finaliza.

Vínculo estabelecido

A filiação do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) à Associação de Estudos Regionais (RSA) ocorreu no final de junho. Na oportunidade, o diretor-presidente do BDMG, Marco Aurélio Crocco, que também é embaixador da RSA no Brasil, assinou a adesão junto à diretora executiva da RSA, Sally Hardy.

A RSA, com sede na Inglaterra, foi fundada em 1965. A associação reúne pesquisadores de todo o mundo, comprometidos com a troca de informações e realização de estudos sobre o planejamento regional, desenvolvimento e políticas públicas. 
Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
Você pode ser o primeiro a comentar.
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Economia
Mais
Emprego