Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017 -
CONSCIENTIZAÇÃO

Câmara de Itabira entra na campanha de combate à violência contra a mulher

Uma audiência pública para tratar do tema foi marcada para o dia 29 de novembro
11/10/2017 10h25
SÉRGIO SANTIAGO/ACOM CÂMARA
O encontro das representantes com o presidente da Casa ocorreu nessa terça-feira

O presidente da Câmara de Vereadores de Itabira, Neidson Dias Freitas (PP), se reuniu nessa terça-feira, 10 de outubro, com a juíza Cibele Mourão, a delegada Amanda Machado e a assistente social Otacília Guedes, para discutir o combate à violência contra a mulher. Elas representam a Comissão de Enfrentamento à Violência Doméstica de Itabira e estão empenhadas em uma campanha, visando principalmente os homens.

Entre outras ações, a Câmara vai realizar uma audiência pública, no dia 29 de novembro, para discutir o tema. O requerimento para a realização dos debates, proposto pelo vereador Neidson, foi aprovado na reunião desta terça-feira. O Legislativo também vai participar dos “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher”, uma campanha que acontece em vários países a partir do dia 25 de novembro.

Segundo a delegada especializada em atendimento à mulher, Amanda Machado, é preciso quebrar o ciclo da violência. “Ao longo dos 16 dias vamos trabalhar com os homens e com a comunidade em geral essa problemática da violência de gênero”, declarou.

Para a juíza Cibele Mourão, há uma dificuldade tanto da mulher, em sair do ciclo de violência, quanto do homem que, por questões culturais, não se vê em atos violentos. “A vítima já tem um apoio maior através da Comissão de Enfrentamento à Violência Doméstica em Itabira, reconhecida por lei. Vamos empenhar esforços também para com os homens agressores”, declarou a juíza.

Neidson Freitas afirmou que a Câmara está de portas abertas para discutir todos os temas de relevância social. “Precisamos, sim, tratar o agressor, que na maioria das vezes não tem nenhum tipo de orientação ou punição. Na audiência pública, teremos profissionais de áreas diversas e líderes comunitários reunidos em busca de soluções”, afirmou Neidson.

Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
11/10/2017 - 13h45
Carlos Malta Figueiredo
Itabira
Parabéns à Comissão pelo trabalho realizado na cidade. Esse assunto é muito importante e o debate tem que ser constante. A violência contra a mulher não é um problema apenas de Itabira, mas sim do Brasil e do mundo. A cultura de que homens são superiores já perdeu a graça até nas piadinhas idiotas. Espero que os 17 vereadores, homens, possam compreender a importância do assunto e realizar uma Audiência Pública realmente produtiva.
0 0
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Cidade
Mais
Emprego