Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017 -
MAIS DE 10 HORAS DE TENSÃO

Em Ferros, homem não aceita fim da relação e sequestra a ex-mulher quando ela ia para o trabalho

10/11/2017 08h20
THALES BENÍCIO
A moça foi resgatada numa área de mata na zona rural do município

Um homem de 30 anos não aceitou a separação e sequestrou a ex-mulher, de 28 anos, nessa quinta-feira. O caso aconteceu em Ferros. A vítima foi feita refém por mais de 10 horas num matagal na localidade rural de Meia Pataca e ameaçada de morte. Ela foi resgatada no fim da tarde e o homem fugiu.

A jovem D. S. A. saiu de casa para trabalhar por volta de 6h20 da manhã. Ela caminhava para o trabalho quando surgiu o ex-marido, R. O. S. Ele dizia que queria reatar e não aceitava a separação.

A moça não aceitou o pedido e disse que a relação deles já havia acabado. O homem não aceitou, partiu para a cima da ex-mulher com uma faca e a rendeu, a ameaçando matar com a faca no pescoço caso não reatasse.

Ele a forçou a adentrar um matagal, onde permaneceram por todo o dia. Testemunhas disseram que o homem ficou bastante transtornado. As informações são da Polícia Militar. 

Com o sumiço da moça, a polícia foi chamada. Uma equipe policial de Itabira deu reforço ao caso.

Junto à PM, a família se empenhou em localizar a jovem. O crime concentrou esforços na zona rural de Ferros.

Em dado momento, a jovem ouviu a voz do pai a chamando e começou a gritar por socorro. Ao perceber a aproximação do pai dela, o agressor fugiu, levando o celular da ex-mulher.

Resgatada, a vítima foi levada à unidade hospitalar, onde foi socorrida e recebeu alta médica.   

A polícia apurou que a vítima já havia denunciado seu ex-companheiro por ameaças. Inclusive já constava medida protetiva contra R. O. S.

Um cerco na região foi feito, mas o homem não foi encontrado.

O caso será investigado pela Polícia Civil. 

A faca deixada para trás foi apreendida pela polícia. Foto: Thales Benício 

Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
Você pode ser o primeiro a comentar.
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Polícia
Mais
Emprego