Terça-feira, 21 de Novembro de 2017 -
NO SÁBADO

Homem tenta enforcar idoso com corrente na rua Humberto Campos, em Itabira

10/09/2017 09h04
THALES BENÍCIO
O suspeito foi detido e levado para o presídio de Itabira

Carlos Alberto Ribeiro dos Santos, de 36 anos, foi preso nesse sábado, 9 setembro, suspeito de tentar matar José Pinto Coelho, 63 anos, na rua Humberto Campos, no bairro Ribeira de Cima, em Itabira. Carlos teria tentado enforcar José Pinto com uma corrente. A vítima foi encontrada desacordada na rua. O suspeito foi preso no João XXIII, ainda ontem.

Era por volta de 16h, conforme a Polícia Militar. Um caminhoneiro que passava pela rua viu o suspeito enforcando a vítima com uma corrente, parou o veículo e interveio na tentativa de evitar o homicídio. O autor do crime deixou o idoso desacordado no chão e saiu pela via dizendo que já havia o matado.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi chamado. O paramédico ao chegar à cena se surpreendeu com a vítima ainda com vida.

José Coelho contou aos policiais que caminhava pela rua, quando foi atacado por Carlos que enrolou uma corrente em seu pescoço, o que o fez perder a consciência e ficar desacordado por alguns minutos. O senhor foi socorrido ao pronto-socorro e o quadro de saúde dele é desconhecido.

De imediato, militares começaram a procura pelo suspeito, e ele foi encontrado próximo à horta comunitária do bairro João XXIII. Carlos afirmou à PM que queria matar a vítima para roubar seus pertences e pagar dívidas com traficantes.

A corrente usada na tentativa de homicídio foi apreendida e entregue na delegacia de Polícia Civil, onde o suspeito foi apresentado e autuado em flagrante pelo delegado de plantão. Carlos Alberto foi levado para o Presídio de Itabira. 

Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
10/09/2017 - 19h57
Arthur
Itabira
Gostaria de pedir a quem gosta de caminhar no canal da praia para guardar o rosto deste cara, já o encontrei algumas vezes por lá durante a minha caminhada, chega pedindo cigarro ou perguntando as horas.
37 3
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Polícia
Mais
Emprego