Sábado, 22 de Julho de 2017 -
EMPREENDEDORISMO

Com ideias afiadas e inovadoras, 120 pessoas participam do 2º Startup Weekend de Itabira

Várias ideias de novos negócios surgiram e as melhores serão premiadas na noite deste domingo, 9 de abril
09/04/2017 14h02
Mariana Reis
MARIANA REIS/DEFATO
Participantes trabalham 54h na criação de uma startup
Galeria de fotos

Desde essa sexta-feira à noite, 7 de abril, cerca de 120 pessoas estão trabalhando “incansavelmente” no  2º Startup Weekend de Itabira. O evento, realizado entre os dias 7 e 9 abril, no campus local da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), em Itabira, está despertando no município a cultura do desenvolvimento tecnológico e os princípios da inovação e do empreendedorismo. Várias ideias de novos negócios surgiram e as melhores serão premiadas na noite deste domingo, 9 de abril.

Os participantes, divididos em 16 equipes, tiveram que pensar em soluções tecnológicas que poderiam atacar um problema observado por eles e que ao mesmo tempo poderia se tornar um negócio lucrativo. Os times tinham que tirar a ideia do papel e colocar para funcionar, comprovando que a ideia era válida e exequível.

Uma comissão de julgadores, formada por parceiros, empreendedores e empresários, escolherá as três melhores ideias. Segundo a organização, 40 ideias de startup foram apresentadas na sexta-feira. Destas, 16 foram escolhidas para serem trabalhadas.

De acordo com uma das organizadoras do evento e estudante da Unifei do curso de Engenharia de Controle e Automação, Bruna Braga, mais do que criar novos negócios locais, o encontro pretende estimular o empreendedorismo em si, ensinado práticas para crescimento e inovação. “A ideia é que as pessoas sejam capacitadas aqui dentro, não precisam ser conhecedoras de gestão de negócios para participar. Mostrar que todo mundo que quer empreender, pode empreender”, salientou.


Bruna Braga, uma das organizadoras do Startup Weekend em Itabira

Experiência gastronômica

O estudante da Unifei, aluno do curso de Engenharia de Controle e Automação, Yves Hermínio, chegou no Startup Weekend sem ideia e com muita vontade de participar no desenvolvimento de uma startup inovadora.

Yves está na equipe do “Cook2u”, que visa juntar pessoas que tenham interesse em receber alguém para cozinhar em casa e cozinheiros. “Na plataforma, conseguimos juntar as duas pessoas e proporcionar uma experiência gastronômica”, explicou.

A Cook2u é pensada naqueles que não sabem cozinhar, mas que estão com muita vontade de comer algo diferente. “Quantas vezes já quisemos comer uma comida tailandesa e não conseguimos. Então, na Cook2u existe essa possibilidade”, completou.


“O evento está me surpreendendo. Estamos aprendendo bastante, até sobre trabalho em equipe”, disse o estudante Yves

Horta inteligente

O estudante da Unifei Marco Silva, que trabalha na concepção da startup “Garden Box”, disse que está sendo muito válido participar do Startup Weekend. “Eu já tenho uma startup, mas se eu tivesse participado do Startup Weekend para a criação da minha startup, eu não teria demorado tanto tempo para começar a ter um retorno. O evento realmente acelera a ideia e você aprende muito”, disse.

 Segundo Marco, a startup que está trabalhando propõe a geração de uma horta inteligente. “A gente quer vender o processo para quem já tem um jardim ou uma horta em casa e quer deixá-los automatizados. E também para quem não tem, mas tem vontade de fazer o plantio”, explicou.

Por exemplo, a ideia é que o cliente compre o produto e instale em uma horta que já existe e, através de sensoriamento, ela irá irrigar sozinha. “Também irá avisar caso tenha muito sol e outras adaptações para melhorar sua condição”, disse. E quando o alimento estiver pronto para ser colhido, o serviço também promete avisar.


Marco Silva (direita) trabalhando na criação de sua startup

Empreendedorismo para crianças

Participando pela primeira vez de um evento de startup, o estudante da Unifei do curso de Engenharia de Computação, Raí Borges, disse que é muito diferente do que ele imaginava, mas está sendo muito produtivo. “Eu cheguei sem ideia e para trabalhar na ideia de alguém”, contou.

A equipe de Raí Borges está trabalhando no desenvolvimento da startup “My Little Job”, que visa causar um primeiro contato de crianças de 7 a 11 anos com o empreendedorismo.  “É de forma lúdica, como um jogo para celular. A criança terá que gerenciar uma fábrica ou uma loja, mas cuidando de seu funcionamento”, explicou.


Segundo Raí (direita), sua startup é uma maneira da criança aprender sobre um tema que ela não tem contato na escola

O evento

O Startup Weekend é um trabalho sem fins lucrativos organizado por voluntários que visam dar uma experiência empreendedora para os participantes. Qualquer pessoa pode participar, mas elas devem estar interessadas no empreendedorismo de alguma forma, como possuir ideia ou querer abrir uma empresa e não saber por onde começar. É uma ótima oportunidade para os que querem mudar radicalmente de vida.

Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
Você pode ser o primeiro a comentar.
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Negócios
Mais
Emprego