Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2017 -
VÍDEO MOSTRA MOMENTO

Rapaz cai de brinquedo em parque de Itabira; estado de saúde é grave

07/01/2017 16h55
REPRODUÇÃO/ARQUIVO PESSOAL
Talisson foi arremessado de brinquedo em parque de diversões

É grave o quadro de saúde de um jovem de 19 anos que sofreu um acidente em um dos brinquedos do parque de diversões instalado no bairro Praia, em Itabira. O incidente aconteceu na noite dessa sexta-feira, 6 de janeiro. Talisson Santos caiu de uma das atrações e sofreu um traumatismo craniano. Ele está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o exato momento em que o rapaz é arremessado para fora do equipamento.

As imagens mostram Talisson se levantando. Ele fica próximo à borda do brinquedo. Em determinado momento, o rapaz não consegue se segurar e é arremessado pelo equipamento giratório. Imediatamente, pessoas que estavam na atração alertam para o acidente e pedem que a rotação seja interrompida.

Talisson foi levado para o Pronto-Socorro Municipal de Itabira e a princípio seu estado não preocupava. Porém, de acordo com enfermeiros da unidade de saúde, o quadro piorou no avançar da noite, com sangramento interno. O rapaz foi imediatamente transferido para o João XXIII, onde permanece internado na UTI. 

Veja o vídeo: 

Notícias relacionadas
Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
07/01/2017 - 19h07
Saulo Costa
ITABIRA
Parque sucateado. Adultos e crianças correm risco de se ferirem nos brinquedos enferrujados e terem tétano.
9 41
07/01/2017 - 18h39
Daniel
Itabira
Este brinquedo e muito perigoso é deveria ter uma trava de segurança na alça em que a pessoa fique presa para que ela só fosse liberada com o brinquedo parado. Porque este garoto abriu a alça e resolveu ficar em pé colocando sua vida em risco para aparecer para outros podendo até atingir alguém e ter machucado mais pessoas. Que Deus possa abençoa-lo é a família dele para que ele se recupere e não fique com seqüelas. O parque com certeza vai colocar a culpa nele é vai dizer que avisa para que as pessoas fiquem sentadas e não soltem as travas, mas a pessoa que controla o brinquedo tem que ficar de olho para que se uma pessoa se levantar ele parar de balançar o brinquedo e retirar a pessoa que não cumprir a ordem de ficar sentado. Não confio nestes parques que não tem uma fiscalização correta dos órgãos competentes, o corpo de bombeiros deve fiscalizar a segurança destes brinquedos e se for o caso interditar o parque.
21 41
09/01/2017 - 10h23
Itabira
Nós brasileiros temos a cultura de descumprir regras. Não estamos falando de uma criança que não tem condições de tomar decisões sobre sua segurança, ele é um adulto de 19 anos capaz de discernir o certo do errado. Assumiu o risco e acabou sofrendo o acidente. Quanto ao parque ser inspecionado e liberado continuo com a mesma opinião sobre a cultura do brasileiro, se não tem licença, se é inseguro, simples... não frequenta. A opção é de cada um de nós e nós somos responsáveis por nossas ações. É necessário parar de imputar a responsabilidade sobre as pessoas e se perguntar: qual o meu papel nesta condição? Ficar em pé em um brinquedo onde a energia imputada sobre os corpos faz com que eles sejam projetados lateralmente? Mais uma vez, não é uma criança...
18 0
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Gerais
Mais
Emprego