Sábado, 23 de Setembro de 2017 -
INVESTIMENTO SOCIAL

Cenibra destina mais de R$ 1 milhão para cultura, esporte e saúde

01/04/2017 12h00
DIVULGAÇÃO
Instituto comemora bom desempenho em 2016 diante dos desafios do mercado

O ano de 2016 foi significativamente relevante no que diz respeito ao Investimento Social Corporativo da Cenibra, com a destinação estratégica de recursos da empresa (financeiros, humanos, técnicos ou gerenciais) para projetos sociais, ambientais, culturais e esportivos de benefício público. Ao todo, a empresa destinou cerca de R$ 2,3 milhões para iniciativas desse tipo.

Apenas para projetos culturais, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, a empresa destinou R$ 1.110.289,88; para a inclusão social via projetos esportivos, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, foram destinados R$ 394.438,00; o Fundo para a Infância e Adolescência (FIA) contou com a destinação de R$ 120.432,26 por parte da Cenibra e R$ 74.967,66 por parte dos empregados; e Fundo do Idoso recebeu R$ 266.305,82.

Na área da Saúde, a Cenibra contribuiu para a Unidade de Cuidados Paliativos e Unidade de Oncologia da Fundação São Francisco Xavier (FSFX), em Ipatinga. Foram destinados R$ 331.826,41. Trata-se de um programa implantado pelo Ministério da Saúde para incentivar ações e serviços desenvolvidos por entidades, associações e fundações privadas sem fins lucrativos no campo da oncologia.

“A Cenibra em 2016 aprimorou o relacionamento institucional baseado no diálogo ético, transparente e integrado com poder público e comunidades. Para isso, renovou parcerias e firmou novos compromissos apoiando iniciativas que promovam o desenvolvimento dos 54 municípios em que atua em de Minas Gerais”, afirma a coordenadora de Comunicação Corporativa e Relações Institucionais, Leida Hermsdorff Horst Gomes, também responsável pelo Instituto Cenibra.

Em 2016, o Investimento Social Corporativo da Cenibra atingiu um público de aproximadamente 60 mil pessoas. O Instituto Cenibra promoveu ainda a capacitação dos projetos com o foco em fortalecimento da economia social, organização das entidades, aprimoramento de linha de produção, busca de novos mercados. Todas as ações são baseadas nos índices de Desenvolvimento Humano (IDH) e Mineiro de Responsabilidade Social (IMRS) e levam em consideração a vocação cultural e econômica dos municípios e indicadores relacionados à saúde, educação, segurança pública, assistência social, meio ambiente e habitação, cultura, esporte, turismo e lazer, renda e emprego e finanças municipais. 

Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
Você pode ser o primeiro a comentar.
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Negócios
Mais
Emprego