Sexta-feira, 1 de Agosto de 2014 -
TRADIÇÃO

Após 18 anos, Escola de samba Sagradão resgata carnaval em Nova Era como bloco

26/01/2013 03h47
Patrícia Emiliano
DIVULGAÇÃO
Ensaio do bloco Sagradão, em Nova Era
Galeria de fotos
Ricardo José apresenta oficialmente a rainha da bateria do bloco Sagradão / Divulgação
Divulgação
Divulgação
Rainha da bateria Maria Tereza Salim, as princesas e Viviane Percília (ao fundo)

Quem tem hoje 20 e poucos anos e morou em Nova Era, com certeza se recorda ou mesmo já participou dos antigos carnavais com as escolas de samba.  Havia tudo que se pode ter direito: mulata, baianas, carros alegóricos, alas, velha-guarda, crianças, jovens, adultos e idosos. Há 18 anos que tudo isso virou saudade. Mas, em 2013, um grupo saudosista passou a se dedicar a reviver esses tempos e resolveu começar pelos blocos carnavalescos. A Escola de Samba Acadêmicos do Sagrada Família, fundada em 1985, é uma das que retornam à avenida como o bloco Sagradão.

Por iniciativa de Ricardo José Emiliano (um dos fundadores da escola) e Viviane Percília, o objetivo inicial era apenas formar um bloco para se divertir no carnaval.  A ideia cresceu e foi abraçada pela comunidade do bairro, tanto que hoje o bloco possui cerca de 400 pessoas.
 
Vendo o entusiasmo, os dois, junto a outras pessoas que no passado faziam de tudo pela Escola de Samba, resolveram montar uma bateria própria e reformaram os instrumentos que há mais de uma década estavam abandonados no barracão da agremiação.  A sirene, que antigamente chamava as pessoas para os ensaios da escola voltou a tocar anunciando uma nova realidade. “A prefeitura deu a ideia da bateria da escola de samba Manjay tocar para todos os blocos, mas os ex-integrantes da bateria da escola do Sagradão também queriam participar. Então formamos a nossa bateria que hoje tem 50 ritmistas, sob o comando do mestre Boresca”, explicou.
 
A bateria foi formada e começaram a ser realizados vários ensaios na nova quadra de esportes do bairro, com direito a rainha e princesas da bateria que irão desfilar no carnaval. O bloco será embalado pelo antigo samba enredo escrito por Ricardo José Emiliano e Domingos Olímpio da Silva, que foi tema da escola em 1989, intitulado “Sagradão já vem aí”. “Fiquei muito feliz e emocionada de ver como a comunidade e até pessoas de outros bairros abraçaram os ensaios e o bloco. Sempre comparecem e tudo tem se transformado em uma festa. O nosso objetivo é reviver nos próximos anos a escola de samba mesmo”, diz Viviane.
 
O bloco desfilará no domingo, 10 de fevereiro, e na terça de carnaval, 12, junto a outros da cidade. As escolas de samba Manjay e Ladilá também fizeram seus blocos com abadá e outros grupos que surgiram na cidade também vão participar. Ao todo são oito.
 
Além dos shows com as tradicionais músicas baianas, os nova-erenses e visitantes irão pular carnaval este ano também ao som de muito samba feito pela bateria dos blocos.
Notícias relacionadas
Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
26/01/2013 - 16h50
Carlos
baciloDEcok4
Sou de Itabira e saudosista por exelencia ,e gostaria de ver resgatadas a escolas Itabiranas. Nada contra o axé,mas samba é samba né gente? Parabens aos Novaerenses pela iniciativa.
2 2
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Últimas
Mais
Emprego